Faturas Meo – Estalou o verniz entre a Altice Portugal e a DECO

No dia 18 de Março noticiámos que as faturas da Meo que os clientes recebessem em casa iam passar a custar um Euro, facto que não agradou a muitos consumidores, nem à DECO.

Altice

Posto isto e apesar da Altice afirmar que o principal objetivo do custo das faturas do serviço MEO ser contribuir para uma diminuição do uso do papel levando os clientes a optarem pela fatura electrónica, eis que a Deco veio a público considerar esta medida ilegal.

A resposta da Altice Portugal não tardou muito a chegar e eis que por volta das oito da noite esta empresa enviou um comunicado à comunicação social afirmando e passamos a citar que:

“Face à posição hoje tornada pública pela DECO, de acordo com a qual a cobrança pelo envio de faturas em papel é ilegal, a Altice Portugal afirma que esta entidade, da qual é esperada imparcialidade e neutralidade, na defesa de todos os interesses dos consumidores na sua relação comercial com as marcas, promoveu hoje um grave equívoco, faltando à verdade, e assim penalizou de forma grave e injustificada a reputação da Altice Portugal, que cumpre, nesta e em todas as suas atividades, escrupulosamente a Lei.”

Esta empresa afirma ainda que:

“Ditando a Lei que todos os clientes têm direito a fatura, a Altice Portugal cumpre de forma rigorosa o prescrito legalmente. Como forma de alinhar a sua conduta com as melhores práticas a nível internacional e nacional, a Altice Portugal tem vindo a incentivar os seus clientes a aderirem à fatura eletrónica, processo que tem também ele ocorrido em estrita observância do disposto na Lei e no próprio contrato celebrado, não sendo em nenhum momento colocada em causa a disponibilização, sem custos, de faturas aos mesmos.”

No entanto a Altice Portugal vai ainda mais longe e desafia a DECO a considerar uma notícia publicada por um jornal diário, de âmbito nacional, do passado dia 17 de março, no âmbito da qual é com os critérios jornalísticos mais sérios feita uma análise ao setor que enquadra as medidas de outros operadores e evidencia que a medida da Altice Portugal não é a única no mercado.

Segundo a Altice, “esta notícia não foi pela Deco desmentida nem alvo de qualquer comentário” algo que causou estranheza a esta operadora.

O que irá a DECO responder?

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Em destaque

Leia também