Estados Unidos apertam a Huawei e tudo muda. Entenda!

O governo dos EUA iniciou uma série de sanções adicionais contra a Huawei no início deste ano, visando a capacidade do fabricante de smartphones de produzir smartphones e componentes associados. Algumas dessas sanções entram em vigor a partir de hoje, 15 de setembro de 2020. O que é que as novas sanções dos Estados Unidos significam para a Huawei e para os seus clientes?

Estados Unidos apertam a Huawei e tudo muda. Entenda!

O fim dos chipsets topo-de-gama Kirin

A Casa Branca emitiu restrições mais rígidas contra a Huawei em maio de 2020, forçando os produtores estrangeiros de chips que fabricam chips com equipamentos dos EUA a interromper a produção e os envios para a Huawei.

A fabricante de chips de Taiwan, TSMC, é uma das empresas afetadas. Assim está agora impedida de produzir e enviar chipsets para a Huawei. A fabricante de chips supostamente parou de receber novos pedidos para a marca chinesa logo depois de as restrições terem sido anunciadas pela primeira vez em maio. Até hoje, porém, foi permitido atender pedidos já em produção e recebidos antes do anúncio dessa nova restrição.

Pelo menos um dos próximos smartphones da gama Mate 40 vai apostar no novo chipset principal da Kirin. No entanto, o stock não vai durar. Assim, o P50 pode já não conseguir adotar este processador.

MediaTek pode também não ser uma alternativa

A ausência de um processador principal da Kirin significa que a Huawei precisa adquirir chipsets de outras empresas. Uma das principais empresas a disponibilizar os chipsets principais para a Huawei foi a MediaTek, mas também está sujeita a sanções a partir de hoje.

MediaTek T750

A Huawei tem feito o uso crescente de chipsets MediaTek nos seus dispositivos de gama média, com produtos como a família Dimensity 800 a aparecerem em vários smartphones. Assim isto pode afetar mais do que apenas o segmento principal da Huawei.

A MediaTek confirmou no final do mês passado que vai obedecer às últimas sanções dos EUA e referiu que solicitou uma licença para continuar os negócios com esta empresa.

O problema dos ecrãs na guerra entre os Estados Unidos e a Huawei

Entretanto outra vítima desta guerra dos Estados Unidos à Huawei é o fornecimento de monitores da LG e Samsung. As duas empresas decidiram suspender o fornecimento de painéis “premium” para a Huawei a partir de hoje.

selfies escondidas, Estados Unidos a Huawei

No entanto neste campo existem alternativas. São exemplo disso, marcas como a CSOT, Tianma e Visionox.

A memória

Os fabricantes de memória Samsung e SK Hynix suspenderam as negociações com a Huawei no início deste mês, de acordo com as últimas sanções. As duas empresas fornecem RAM usada nos smartphones e tablets.

Dito isto, as duas empresas solicitaram licenças para continuar a fornecer esses componentes. Algumas conseguiram obtê-las. Outras não. Seja como for no campo da memória também há alternativas. Assim, o problema está mesmo nos processadores que são o coração de todo o sistema.

Fonte

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Google TV vai dar canais premium de borla mas há um requisito!

O Google TV está realmente fantástico. Tem uma interface bem conseguida e que nos dá um rápido acesso a tudo aquilo que procuramos. No...

Netflix processada por causa de uma das séries mais vistas!

Tendo em conta que existem montes de séries na Netflix que foram realmente capazes de conquistar meio mundo, a verdade é que podem também...

Atenção para quem vai jogar FIFA 22! Existem 3 novos ícones!

Tal como acontece todos anos, parece que foram apresentados novos jogadores que de certa forma merecem ficar marcados no mundo do futebol. Sendo que...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!