(Especial) Qual é a grande diferença entre os CPUs da Intel e AMD?

Antes de mais nada, os processadores da Intel e AMD são criados para executar o mesmo exato código! No entanto, cada empresa tem a sua própria receita para o sucesso. Por isso, esquecendo que ambos os produtos são utilizados para o mesmo exato objetivo, cada empresa tem a sua própria implementação, o seu próprio ‘molho especial‘.

AMD Intel

Portanto, na verdade, até existem diferenças bastante significativas dentro das próprias gamas de produtos de ambas as empresas, devido ao facto de um processador não ser feito sempre da mesma maneira. Ao fim ao cabo, ambas as empresas fazem grandes mudanças às suas arquiteturas base ao longo dos anos. É exatamente por isto que a AMD sofreu durante vários anos sendo incapaz de rivalizar com a Intel. Mas rapidamente começou a mudar a tendência depois do lançamento da arquitetura Zen em 2017, trazendo várias melhorias inesperadas.

Ou seja, para explicar de uma forma simplificada, os AMD Ryzen são muito diferentes dos processadores Bulldozer, que por sua vez eram bastante diferentes dos antigos Athlon II e Phenom II. Entretanto, o mesmo acontece no lado da Intel. A atual gama de processadores Intel Core é bastante diferente das antecessoras gamas Core 2 Quad e Core 2 Duo, que por sua vez também é bastante diferente dos velhos Pentium 4. Curiosamente, ambas as empresas também têm gamas de CPUs desenhadas apenas e só para aplicações menos exigentes (Low Power) como os Intel Atom e AMD Puma. (Muito diferentes das soluções focadas na performance)



Ambas apostam em processadores x86!

Dito tudo isto, como deve imaginar, existem vários elementos comuns entre todos estes produtos. Visto que todos eles funcionam ao decompor instruções complexas x86 em instruções mais simples de forma a que as unidades de execução possam fazer o seu trabalho.

Sim, todos os processadores da Intel e AMD têm unidades de execução capazes de funcionar em paralelo. Com uma espécie de fila de operações, onde será possível processar vários tipos de informação ao mesmo tempo. Além disto, temos também a utilização de execução especulativa, que basicamente serve para prever o que irá acontecer de forma a aumentar a velocidade do processamento. (Uma funcionalidade que deu origem às recentes vulnerabilidades Spectre e Meltdown.)

Em paralelo, ambas as empresas têm uma tecnologia muito similar para permitir que um núcleo consiga oferecer duas threads de processamento (HyperThreading no lado da Intel e SMT no lado da AMD). E claro, tanto os processadores da Intel como os da AMD utilizam 3 níveis de memória cache de acesso super rápido para evitar ir à memória RAM. Uma pequena de acesso super rápido, outra uma um pouco maior mas mais lenta e outra ainda maior e claro um pouco mais lenta. (Apesar da sua velocidade real, a RAM é demasiado lenta para responder às necessidades de um CPU moderno.)



Como deve saber, ambas as empresas também já andam a brincar com processadores multi-core há alguns anos! Apesar da AMD ter sido a ‘culpada’ pela aposta recente da Intel neste mundo de muitos ‘cores’ (basicamente mais que 4)

Ryzen 3000

Uma grande diferença neste campo é o facto da AMD usar uma técnica modular enquanto a Intel prefere criar o seu processador através de uma única peça de silício. (A AMD constrói a sua casa (CPU) através de vários tijolos, enquanto a Intel cria a sua casa a partir de uma única peça gigante de pedra.)

É por isso que a AMD conseguiu chegar primeiro aos 7nm, visto que nem todos os componentes da die são de 7nm. (Apenas os núcleos Zen 2 são feitos nas linhas da TSMC.) Entretanto, a Intel continua às voltas com o seu processo de 10nm. Contudo, isto também traz algumas desvantagens para o lado da AMD, visto que existe algum lag no acesso à memória partilhada dentro destes processadores.

Curiosamente, a única grande diferença que irá notar entre estas duas gigantes ao olhar para ambas as plataformas, é mesmo a forma como mete o processador na motherboard! Visto que a AMD prefere meter os pinos no próprio processador, enquanto a Intel prefere ter os pinos no socket da board. (LGA no lado da Intel vs PGA no lado da AMD).


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também