(Especial) Intel vs AMD – Uma autêntica lição sobre ganância!


Por em

Intel vs AMD – A AMD soube aproveitar a ganância da rival – Ainda se lembra quando a PlayStation 3 chegou ao mercado, com o seu super poderoso processador Cell? Foi um CPU super complexo, que apesar de oferecer montes de performance, era um autêntico pesadelo para os programadores dos muitos estúdios da era.

Mas sabe porquê? O mundo ainda não estava pronto para os processadores multi-core! E sabe de quem é a culpa?

Pois bem, sempre que aparece uma nova tecnologia no mercado com potencial, os ‘developers’ são basicamente obrigados a descobrir uma maneira de a utilizar… Isto tem o curioso nome de evolução!

A verdade é que apesar do PC ser comparativamente mais poderoso que qualquer consola no mercado. Muitas das ferramentas utilizadas pelos estúdios e programadores, têm como base muita coisa boa descoberta ou criada nas anteriores gerações de consolas. Vivemos num mundo completamente interligado, apesar da rivalidade entre plataformas.

Depois desta introdução, vamos falar um pouco de processadores, da AMD, da Intel, mas também das próxima geração de consolas… Que lá está, são baseadas em hardware AMD.

(Especial Intel vs AMD) A AMD soube aproveitar a ‘ganância’ da Intel!

Intel vs AMD

Como deve saber, tanto a PlayStation 5 e Xbox Series X irão ser extremamente mais poderosas que qualquer outra consola no mercado. Aliás, se as especificações já conhecidas são corretas, vão ser tão poderosas quanto um PC de gama média/alta atual. O que é sem grandes dúvidas uma excelente notícia para todos os entusiastas.

O poder gráfico da PS5 e Xbox vai ser entre 4~6x maior que a atual rainha Xbox One X, além disso, vamos ter um aumento de mais 3 ou 4x de quantidade de memória RAM, o que por sua vez irá possibilitar mundos REALMENTE abertos. Isto já para não falar do armazenamento SSD, que pelos vistos até vamos poder dar as boas vindas a SSDs Gen4 (PCIe 4.0 -> 5000MB/s)… Algo ainda extremamente raro no mundo dos PCs!

Dito isto, se pensa que os novos SSDs são apenas focados na eliminação do loading, está muito enganado! A ideia é não existirem fatores limitadores nas novas consolas… Que claro está, não limitem os novos processadores extremamente poderosos.

Afinal de contas, vamos ver um aumento de mais ou menos 8x na performance computacional dos processadores das novas consolas, ao podermos contar com CPUs capazes de oferecer 8 núcleos e 16 threads. O que nos faz olhar com outros olhos para aquilo que a AMD ainda a fazer no mundo dos CPUs!



Intel vs AMD – Da mesma maneira que a AMD viu o ‘futuro’, a Intel também o viu! Mas aqui é que as coisas ficam interessantes

Se por acaso está atento ao mercado de PCs, sabe que a AMD tem neste momento um processador super barato capaz de oferecer 6 núcleos e 12 threads por cerca de 120€, o Ryzen 5 2600.

O que de forma muito curiosa, começa a revelar a verdadeira estratégia da fabricante de micro-processadores, em comparação com a gigante e ainda líder de mercado Intel.

Assim, tendo em conta a inundação de produtos AMD Ryzen com montes de núcleos e threads, se por acaso está preso a um processador Intel Core i7 quad-core com alguns anos, um upgrade é estupidamente fácil e barato! Isto se não tiver problemas em entrar no Universo AMD.

Claro que Intel também sabe há vários anos que o mundo dos processadores ‘quad-core’ tinha os seus dias contados. A empresa escolheu travar a inovação, para aumentar os seus lucros.

Aliás, se por acaso é fã da saga Battlefield, sabe que BF4 já dava alguns problemas a PCs baseados em CPUs Intel Core i5 em 2013. Isto enquanto as consolas PS4 e Xbox One não tinham grandes problemas na sua execução.

Tudo graças à ganância da Intel…

Ou seja, a Intel sabia que tinha de começar a desenvolver e comercializar processadores com 6 ou 8 núcleos de processamento. O problema é que não o queria fazer, enquanto a sua produção não oferecesse o mesmo exato nível de lucro que os processadores dual-core e quad-core significavam naquele momento.

3 processadores Quad-Core lado a lado. Repare só no tamanho da die no último! Era isto que a Intel queria, levar os lucros ao limite.

A Intel focou-se na miniaturização (32nm -> 22nm -> 14nm), ao mesmo tempo que oferecia o mesmo número de núcleos, e claro… Aumentos de performance pouco significativos. Algo que aumentou os seus lucros ferozmente durante vários anos. (Até ao lançamento dos Intel Core 7000, nomeadamente o topo de gama ainda quad-core, o i7-7700k)



Assim, a Intel estava à espera do processo de 10nm, para continuar a fazer o mesmo dinheiro, ao mesmo tempo que começava a produzir produtos realmente inovadores com 6, ou 8 núcleos de processamento.

O problema aqui foi que os 10nm foram uma autêntica facada nas costas da Intel… E claro, a arquitetura Zen da AMD foi um sucesso completamente inesperado por quase todos.

Assim, os planos da Intel de produzir processadores de 6 ou 8 núcleos com o mesmo exato tamanho de um quad-core de 14nm, para manter as mesmas margens de lucro foram para o lixo.

A Intel já não sabia o que era ter de competir com uma AMD à séria!

Quando começaram a aparecer os primeiros ‘leaks’ acerca da performance dos primeiros processadores AMD Ryzen, muitos especialistas expressaram algumas dúvidas depois dos sucessivos fails da empresa com as arquiteturas Bulldozer e Pilledriver.

Contudo, a verdade é que o mercado ficou realmente impressionado quando os primeiros CPUs chegaram às prateleiras! E como tal, rapidamente abriu os braços a uma AMD magoada, quase falida… Mas pronta a lutar.

Mas ainda assim, mesmo depois de ver uma AMD pronta a lutar, ao trazer mais núcleos e mais threads para cima da mesa, a Intel não mexeu nos planos de lançar os seus processadores Coffee-Lake com um aumento de núcleos, apenas no final de 2018. Ou seja, a Intel deu um ano de borla à AMD!

Curiosamente, mesmo depois da Intel ter percebido que a AMD era uma ameaça real. A gigante dos processadores continuou a acreditar que a rival nunca iria ultrapassar a barreira dos 8 núcleos, e que iria manter facilmente a coroa da performance por clock (IPC)… Basicamente mais um tiro no pé.

Intel vs AMD – A AMD mudou o mundo dos jogos!

AMD vs Intel, AMD, Intel, CPU

Já temos processadores dual core no mercado há quase duas décadas, no entanto, os programadores nunca aprenderam a dividir as tarefas de forma igual. Ou seja, mesmo com um segundo núcleo à sua disposição, os ‘devs’ apenas dependiam ferozmente do núcleo primário, enquanto enviavam algumas tarefas de pouca importância para o segundo núcleo.

Algo que se repetiu com a chegada dos quad-core! Enquanto um núcleo era fortemente utilizado, o resto ficava basicamente a 10~30%, com tarefas de pouca importância.

No entanto, quando o mercado começa a ser inundado com processadores de 6 núcleos e 12 threads, ou 8 núcleos e 16 threads… O paradigma muda, e muda bastante!

É por isso que o muito recente Ryzen 9 3950X com 32 threads já consegue ser aproveitado por vários jogos modernos. Algo alcançável graças aos esforços da AMD no mundo das consolas (A PS4 e Xbox One são baseadas em hardware multi-core AMD), mas também à arquitetura Zen que levou os processadores realmente multi-core às massas no mundo dos PCs. ~Foi por isto que comecei o artigo a falar das consolas

Intel vs AMD – Qual é a resposta da Intel à AMD? Baixa de preços? Será suficiente? Isto é um jogo que pode ser jogado a 2!

A Intel ainda está presa ao processo de 14nm… Contudo, é agora um processo super ultra maduro (como podemos ver pela quantidade de ‘+’ no nome do processo).

Por isso, a empresa pode baixar os preços como bem entender, sem perder tanto dinheiro como poderia ser expectável. O problema é que a AMD pode fazer exatamente o mesmo! Com perdas significativamente maiores de dinheiro claro, mas neste momento, para ganhar mais reputação no mercado, é basicamente um investimento que poderá dar grandes dividendos no futuro!

Aliás, há pouco falei do Ryzen 5 2600 a ~120€. Mas não falei do novo Ryzen 5 1600AF que chegou ao mercado recentemente a 70~80€, um processador também capaz de oferecer 6 núcleos e 12 threads, pelo preço de uma camisola de marca.

Ou do Ryzen 7 2700X com 8 núcleos e 16 threads que pode ser comprado ao preço da chuva. Em suma, não faço ideia como é que a Intel pode concorrer com isto.


Intel vs AMD – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais, Featured, Hardware

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Coronavírus: como se abastecer com facilidade e sem excessos!

Huawei Watch GT 2E: mega-leak revela todas as especificações!

Seguinte