(Especial) O tempo de vida limitado de um SSD é uma preocupação?

Os SSDs têm ganho uma popularidade tremenda nos últimos anos, muito graças à queda nos preços, mas também à chegada de novas tecnologias que aumentaram ainda mais as velocidades deste componente, como o PCIe 4.0 que já chegou ao mundo da AMD, e também vai dar um ar de sua graça na PS4. Ao fim ao cabo, chegámos finalmente a uma altura, em que até as consolas vão apostar em SSDs super rápidos para levar o seu desempenho a um nível completamente novo.

Dito isto, como dissemos há algumas semanas atrás, o ciclo de vida de um SSD é muito diferente do ciclo de vida de um HDD. Leia este artigo.

(Especial) O tempo de vida limitado de um SSD é uma preocupação?

SSD vs HDD

Portanto, como dissemos no artigo em cima, os SSDs têm realmente um tempo de vida ‘limitado’, devido à quantidade de ciclos de escrita da memória FLASH utilizada neste tipo de armazenamento. No entanto, este tempo de ‘Vida Limitada’ apenas se aplica à escrita e não à leitura de dados.

Ou seja, a escrita de dados tem realmente repercussões na durabilidade da drive, por isso, apenas irá conseguir escrever (meter informação no SSD) um número fixo de vezes. No entanto, é muito improvável que alguma vez chegue a esse limite, especialmente se for um utilizador normal.

Por exemplo, o SSD Samsung 860 Evo tem um ciclo esperado de 300 TBs escritos para o modelo de 500 Gb. Ou seja, pode substituir o armazenamento total da drive 600 vezes antes de atingir este limite. Por isso, a não ser que seja um ‘heavy user’, que leva todos os seus discos ao limite, é muito improvável que alguma vez chegue a este limite físico.

Contudo, os SSDs são muito mais susceptíveis a problemas aleatórios nas suas células de memória. O que pode ser um problema grave, visto que hoje em dia, quando uma célula ‘morre’, todo o SSD fica inutilizado.

Assim, ao contrário dos antigos HDD, que oferecem alguns sinais de chegada da sua morte, os SSDs simplesmente deixam de funcionar. Ainda assim, esquecendo esta pequena grande diferença, a percentagem de acontecimento destes problemas ‘aleatórios’ é extremamente parecida tanto nos HDDs como nos SSDs. Por isso, não existem grandes razões para dizer que isto é uma desvantagem na escolha de um SSD. Em boa verdade, na minha opinião, apenas deve optar por HDDs em detrimento de um bom SSD, se realmente precisar de armazenamento à bruta (2TB para cima)


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. Entretanto, meta a Leak como favorito no Google Notícias, para nunca perder uma notícia nossa.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

GTA V: 8 anos, 150 milhões de cópias e 6.4 biliões de dólares

Grand Theft Auto V foi originalmente lançado no dia 17 de Setembro de 2013! Ou seja, fez ontem 8 anos que o famoso jogo...

Nem os fãs de terror estão a aguentar este filme na Netflix!

A Netflix tem neste momento um monte de séries e filmes realmente brutais. Sendo que para dizer a verdade, os utilizadores estão realmente a...

NVIDIA decidiu aproveitar chips com defeito!

Nos últimos tempos, temos visto uma grande aposta no lançamento de placas RTX 3060 por parte da NVIDIA. Uma placa gráfica muito interessante, capaz...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!