Ecrã do Galaxy S10+ vai ser maior que o Galaxy Note 7 inteiro

O primeiro Galaxy Note da Samsung, é considerado por muitos, como o primeiro ‘phablet’ do mercado! Tendo sido lançado no ano de 2011.

Desde aí, que todos os Galaxy Note têm chegado ao mercado, com um ecrã significativamente maior, em relação ao Galaxy S que o sucedeu. Aliás, a Samsung até desenvolveu a agora icónica curvatura ‘Edge’, para reduzir as margens laterais dos seus telemóveis, para causar uma sensação de imersão vastamente superior… Que curiosamente, foi uma tendência que começou com o Galaxy Note Edge.

Pois bem, em 2018, temos o Galaxy S9+ com o seu ecrã ‘Infinity’ gigantesco, que ao fim ao cabo, tem quase o mesmo tamanho do ecrã do Galaxy Note 9… Um facto que até levou à origem de vários rumores, acerca de uma suposta ‘Fusão’ entre as duas linhas:

Dito isto, a Samsung está prestes a lançar o seu novo topo de gama, o Galaxy S10, que deverá chegar ao mercado numa mão cheia de versões, com todas elas a oferecer uma taxa de usabilidade do painel frontal bastante maior que os seus antecessores, graças ao novo design de ecrã ‘Infinity-O’.

Assim… O ecrã do Galaxy S10+ irá ser maior que o agora velhinho mas ‘Explosivo’, Galaxy Note 7 (Inteiro)!

Ecrã do Galaxy S10

Inegavelmente, lançado em 2016, o Galaxy Note 7 foi considerado por muitos fãs de phablets, como o telemóvel perfeito!

Contudo, não demorou muito até que estas palavras fossem engolidas, devido a explosões e incêndios provocados pela bateria deste terminal.

Esquecendo tudo isto, o Note 7 tinha um ecrã Super AMOLED com a resolução de 1440p e um tamanho de 5.7”! No entanto, tinha também margens bastante proeminentes, acima e abaixo do ecrã. (Afinal de contas, estamos a falar de um telemóvel de 2016)

Assim, por sua vez, o Galaxy S10+ irá ter um ecrã de 6.4”, com margens extremamente reduzidas à volta. E como pode ver nas imagens em baixo, partilhadas por Ice Universe, o protetor de ecrã do Galaxy S10+, tem exatamente ou é até um pouco maior que o Galaxy Note 7 Inteiro!


O que pensa sobre isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Leia também: