Divórcio? Samsung pode perder Huawei e ficar em maus lençóis!

Quando falamos da Samsung e da Huawei normalmente referimo-nos a estes fabricantes como concorrentes e na realidade são. Neste momento, o gigante coreano ocupa a primeira posição enquanto a Huawei está em segundo lugar. No entanto, são muito mais do que concorrência. É que independentemente de se baterem no mercado de consumo, também são parceiras de negócio. Dito isto, a Huawei dá muito a ganhar à Samsung, especialmente no negócio de semicondutores. O problema é que isto pode mudar em breve. É que de acordo com novas informações, a gigante de tecnologia sul-coreana pode perder o fluxo de receita da Huawei nos próximos dois anos.

Divórcio? Samsung pode perder Huawei e ficar em maus lençóis!

Curiosamente, ou talvez não, os cinco maiores clientes da Samsung no final do quarto trimestre de 2019 são empresas como Apple, Best Buy, Deutsche Telekom, Verizon e Huawei. Cada uma destas empresas também representa diferentes áreas nas quais a Samsung está especializada, como smartphones, semicondutores, monitores, redes 5G e muito mais.

Huawei e

Historicamente, a Huawei confiou nos negócios de semicondutores da Samsung ao nível de memórias flash DRAM e NAND para equiparem os seus smartphones. No entanto, isto pode acabar devido à nova iniciativa do governo chinês de incentivar as indústrias locais e minimizar a dependência de componentes importados nos próximos 5 anos. Isto marca uma grande mudança na China até o ano 2025.

O China Manufacturing 2025 é favorável a empresas como a Huawei, ajudando-as a serem mais auto-suficientes nos próximos anos. Isto também vai ajudar a reduzir a sua dependência da Samsung, que pode sofrer um grande golpe após esta mudança de mercado, principalmente no segmento de semicondutores. Ou seja, a empresa sul-coreana perderá uma grande fonte de receita e iria levar mto tempo a recuperar.

A Huawei obteve grande sucesso no mercado chinês de smartphones (que é o maior mercado de smartphones), o que também levou a Samsung a beneficiar de uma fonte saudável de receita nos últimos anos. Mas se a Huawei adotar alternativas locais, a Samsung pode vir a ter sérios problemas. Claro que esta empresa também tem a Intel como um dos seus grandes clientes no campo de semicondutores. De facto, esta amizade ficou ainda mais importante recentemente, com a produção de chipsets de 14nm que são fabricados nas instalações da Samsung.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

iPhone 13 Pro Max vs Galaxy S22 Ultra: quem resiste mais?

O lançamento de novos smartphones significa novos testes. Enquanto alguns são mais calmos e limitam-se ao normal, outros são mais perigosos. Pelo menos para...

Especial – O que é uma TV Box? É uma porta aberta para o IPTV!

É muito provável que já tenha ouvido falar de aparelhos denominados de TV Box, Box Android, ou Smart Box, por essas Internets fora. Pois...

Windows 10: atenção desative agora mesmo estas opções!

É verdade que o Windows 11 está quase a chegar. No entanto ainda há muitas pessoas que estão a utilizar o Windows 10 e...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!