bateria

Ainda se lembra dos telemóveis com baterias removíveis? Em que podíamos simplesmente retirar a capa traseira, trocar a bateria, e tínhamos novamente 100% de bateria para lidar com um dia super longo?

Se não se lembra disto, é porque é provavelmente muito mais novo que eu… Mas eu só tenho 28 anos… Hmm, adiante!

Dito isto, hoje em dia se quiser substituir a bateria do seu telemóvel, é bem provável que tenha de o partir! Mas porquê? 



bateria, baterias removíveis

Numa altura em que qualquer smartphone topo de gama custa mais de 1000€, porque razão as fabricantes escolhem esconder a bateria no interior de uma sandes de vidro e alumínio?

Será que estamos no fundo, a ser vítimas de uma conspiração gigantesca das maiores fabricantes? Empresas que apenas querem que os seus fãs comprem um smartphone novo todos os anos? Ou que pelo menos paguem valores absurdos por uma nova bateria… Vamos tentar perceber!

Obviamente que uma parte de mim concorda completamente com a ideia acima mencionada. Que na verdade as fabricantes chegaram à conclusão que tornar as baterias não removíveis, foi uma excelente maneira de manter o dinheiro a entrar!

Contudo, existem outras razões para este tipo de bateria ser algo do passado. Ora leia!

smartphones

Apesar da bateria removível ainda permanecer na lista de desejos de vários entusiastas. Existem outros campos que os utilizadores querem ver melhorados! Tudo melhorias, que no fundo, criam um conflito com a bateria removível. Ora veja:

1. Certificação de resistência a água e pó

Este é um dos campos mais importantes! É que caso não saiba, um telemóvel com bateria removível é bastante mais difícil de ser selado. O que inviabiliza imediatamente este tipo de resistência.

2. Baterias removíveis, são também mais grossas e mais duras

Se por acaso já abriu um smartphone moderno… Já deve ter percebido que as baterias são super finas, mas bastante mais altas e largas, em relação aquilo que podíamos encontrar no passado. Além disso, são bastante flexíveis e moles… E isto tem uma razão de ser! Ao fim ao cabo, antigamente, uma bateria removível tinha de ter uma capa de proteção. De forma a diminuir o risco de incêndio, e também aumentar a facilidade da instalação.

Portanto, sem esta capa, temos agora smartphones mais finos.

3. O design fino e leve de qualquer smartphone ‘Premium’

S10+ vs P30 Pro

Vivemos numa altura em que os fabricantes de smartphones têm realmente uma preocupação com a autonomia da bateria! Mas acima disto, está sempre a aparência do aparelho.

E para isso, tentam preservar ao máximo o espaço dentro do telemóvel! De forma a conseguirem manter o corpo do aparelho fino e leve. Afinal de contas, é devido a isto, que andamos a perder alguns componentes ‘old school’ como o Audio Jack.

Em suma, um telemóvel além de ser poderoso e apetrechado com funcionalidades. Tem também de ser apelativo visualmente para o consumidor. E com uma bateria removível, além dos compromissos dentro do smartphone, temos também os compromissos fora deste.

Afinal, com uma bateria deste tipo, podem dizer adeus aos telemóveis com corpo de vidro e alumínio. (A grande maioria dos smartphones ‘Premium’ de hoje em dia.) E quem é que quer um telemóvel de plástico em 2019? Provavelmente ninguém… Se hoje em dia, fosse lançado um telemóvel com uma bateria removível. Compraria?


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.