COVID-19: O vírus sobrevive ou não sobrevive a altas temperaturas?

Existem muitas perguntas relacionadas com este novo vírus que simplesmente ainda não têm respostas. E como tal, o medo e o pânico instalam-se de imediato fazendo com que a situação pareça pior do que realmente é.

Dito isto, parece que aos poucos os cientistas vão descobrindo os segredos por de detrás do COVID-19. E tal como outro vírus qualquer, também tem as suas fraquezas, como é por exemplo o caso das altas temperaturas. Pois é… quem diria que o nosso querido verão poderá de facto ser a solução para tudo isto.

COVID-19 tem muito mais dificuldade de sobreviver estando em contacto com altas temperaturas! Ou seja, o risco de contágio poderá diminuir bastante durante o verão!

coronavirus

Portanto, não é de qualquer maneira que o nosso primeiro ministro em Portugal, o senhor António Costa. Tem estado a afirmar que a partir do mês de Junho tudo começará a voltar mais ou menos ao normal. Afinal de contas, é neste preciso mês que se dá inicio ao verão e onde as temperaturas começam a aumentar gradualmente.

Afinal de contas, foi através de um entrevista feita à pneumologista Raquel Duarte que ficámos a saber que para além do vírus ficar mais fraco perante altas temperaturas. Sabemos ainda que a sua duração numa superfície ou tecido diminuirá bastante. Podendo desta forma diminuir imenso o contágio entre as pessoas.

Para além disso, foi ainda revelado que como forma de prevenção para que o vírus não se prenda aos tecidos. As pessoas devem lavar a roupa a uma temperatura de 60 graus ou superior. O que reforça ainda mais a tese de que o vírus morre mais facilmente com o calor.

vírus altas temperaturas


Coronavírus: Saiba como limpar o teclado e rato do seu PC


Em suma, nada disto foi oficialmente confirmado ainda pelo que deveremos encarar tudo isto como simples suposições. No entanto, é muito provável que no verão as coisas devam regressar ao normal uma vez mais.

Fonte da imagem

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário