(COVID-19) Hackers estão a aproveitar avanços da vacina!

Pois bem, os últimos avanços relacionados com a vacina que deverá combater o afamado Coronavírus (COVID-19), estão a servir de mote ao lançamento de campanhas de malspam e phising.

Ao fim ao cabo, só no passado mês de Julho, a média de ciber-ataques com este tema subiu para os 61 mil.

(COVID-19) Hackers estão a aproveitar avanços da vacina!



avanços da vacina

Portanto, nas últimas semanas, a Oxford University e a farmacêutica americana Moderna Therapeutics, principais candidatas à corrida pela vacina da COVID-19, anunciaram estar a fazer progressos significativos nas suas investigações.

Afinal, a farmacêutica Moderna desenvolveu uma vacina experimental, testada em macacos, que permitiu os animais combater o vírus. Isto enquanto a Oxford University entrou recentemente na fase final de ensaios que poderão também resultar numa vacina para a COVID-19.

Entretanto, investigadores da Check Point, voltam a alertar para os hackers e ciber-atacantes que têm seguido de perto os avanços da pandemia a nível global. Tomando partido dos mesmos para lançar ciber-ameaças, com destaque para as campanhas de phishing. Dito isto, a equipa de investigação avisa que o número de novos domínios relacionados com a vacina duplicou entre Junho e Julho.

Campanhas de phishing relacionadas com a vacina da COVID-19?  O que é isto?

Em suma, os ciber-atacantes têm-se aproveitado dos últimos avanços da vacina para a COVID-19 para lançar uma campanha de spam por e-mail que tem como assunto “CARTA DE INFORMAÇÂO URGENTE: COVID-19 NOVAS VACINAS APROVADAS”.

Estes e-mails contam com documentos Excel anexados que, ao serem descarregados, instalam um software malicioso capaz de recolher informação como dados de acesso, nomes de utilizador e respectivas senhas.

Seguindo a mesma lógica, detetou-se ainda uma campanha de phishing que enviava e-mails intitulados “O esforço pela vacina contra o coronavírus no Reino Unido está a desenvolver-se inadequadamente, provocando consequências de maior gravidade aos pacientes”. Esta corrente de e-mails continha um link malicioso, agora já desactivado segundo os investigadores da Check Point. Utilizado para direccionar os utilizadores a um site falso de uma farmacêutica canadiana.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

pub