Inicio Android Call of Duty: Mobile está a arrasar todos os jogos. Já testou?

Call of Duty: Mobile está a arrasar todos os jogos. Já testou?

No dia 1 de outubro, a Activision Blizzard Inc lançou a versão para dispositivos móveis do franchise Call of Duty. Claramente, o fator nostalgia funcionou a favor da empresa, já que o jogo foi descarregado mais de 100 milhões de vezes em apenas uma semana. Call of Duty: Mobile está a ser um sucesso!

Call of Duty: Mobile está a arrasar todos os jogos. Já experimentou?

Isto é sem dúvida um feito assinalável. É que os números de PUBG, Fortnite e Apex Legends, que são alguns dos jogos mais populares de battle-royale, foi de 26,3 milhões, 22,5 milhões e 25 milhões, respectivamente, na primeira semana de lançamento.

Randy Nelson, que é o responsável dos insights para dispositivos móveis da Sensor Tower, afirmou que “este é de longe o maior lançamento de jogos para dispositivos móveis da história em termos da base de jogadores criada na primeira semana”. Lembramos que a Sensor Tower é um serviço orgânico de aquisição de utilizadores que ajuda os programadores de aplicações a aumentarem o seu público através da Otimização na App Store e estratégias de implementação em mercados de apps móveis.

Call of Duty: Mobile está

Embora o Call of Duty original para consolas fosse um jogo pago, sua versão mobile é gratuita ao nível do download e do jogo propriamente dito. No entanto, os utilizadores podem fazer compras na aplicação para adquirir elementos visualmente atraentes, como skins para armas e roupas distintas.

A versão do Call of Duty para dispositivos móveis é desenvolvida pela gigante Tencent Holdings LTD. A mesma empresa também possui uma participação no desenvolvimento do PUBG mobile, Bluehole e até está ligada à empresa responsável pelo Fortnite, Epic Games. Ambos os títulos são conhecidos por dar popularidade ao formato battle royale.

O número de 100 milhões de downloads é o total combinado de downloads na loja Google Play do Android e na App Store da Apple.

Entretanto, 17% de todos os downloads foram feitos por utilizadores vindos dos Estados Unidos. Logo a seguir estão utilizadores indianos, onde o PUBG possui uma enorme base de jogadores. O jogo ainda está para ser lançado na China, onde se espera também uma resposta positiva.

A Activision classificou 2019 como ‘ano de transição’ e atualmente está a preparar-se para lançar a sua próxima edição do Call Of Duty, que será lançada em 25 de outubro.

Leia também:

Call Of Duty: Mobile não vai ter suportes a comandos… Porquê? Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

Xiaomi bateu a Apple e agora é o número 3 do mundo!

Depois de perder por um curto período de tempo o seu lugar para a Huawei no segundo trimestre de 2020, a Samsung recuperou a...

(Especial – Radeon RX 6000) A AMD impressionou tudo e todos!

Temos de ser completamente sinceros, ninguém estava à espera que a AMD fosse capaz de igualar a oferta da NVIDIA! Especialmente depois desta ter...

SmartThings Find: nunca mais vai perder nada da Samsung!

A Samsung lançou uma grande novidade chamada SmartThings Find. É um novo serviço que usa tecnologia de banda ultralarga (UWB) e Bluetooth de baixa...

Windows 10 recebe uma grande novidade para jogadores!

A primeira vez de que falámos desta novidade foi a 30 de setembro. Agora eis que deixou de ser um simples teste e chegou...

Chrome recebe uma grande novidade que os Samsung já têm!

Volta e meia temos de recorrer aos screenshots, ou se preferir, às capturas de ecrã. Tanto por querermos mostrar algo a um amigo ou...