Por que é que uma Bitcoin vale milhares de dólares?

Vale a pena investir?

102382
2
Share:
Bitcoin

Mas afinal porque é que existe tanto interesse na Bitcoin? Se acompanham a Leak sabem certamente que este tema já teve honras de destaque e até mereceu um especial que podem ler aqui. No entanto, hoje vamos olhar por outro prisma. Não vamos falar do que é, nem do impacto que tem, mas sim quais as razões para o valor não parar de subir.

Basicamente… que loucura é esta?

Há oito anos anos valia menos de um cêntimo.  Poucos tinham conhecimento da sua existência, mas hoje atrai cada vez mais investidores.

Se tivessem investido 100 dólares em 2011, hoje teriam 3 milhões!

É o assunto do momento, o Bitcoin já chegou aos 11 000 Dólares, e poucos sabem porquê. Já há quem chame esta moeda, de ouro digital.

Mas por que é que a bitcoin vale tanto? É seguro investir nesta moeda?

A Bitcoin é uma moeda digital. Não há nenhuma autoridade central que a controle ou que verifique as transações feitas com ela.

Ao contrário das moedas físicas, como o euro ou o dólar, a Bitcoin não é emitida pelo Banco Central de nenhum país. As transferências são feitas online, diretamente entre os interessados.

Bitcoin

Só este ano a bitcoin valorizou 1000%, chegando a ultrapassar a barreira dos 11.000 dólares.

Mas porquê ?

Um Bitcoin é algo que não se vê, não se toca, está longe de ser uma moeda que se possa usar em qualquer serviço, em qualquer parte do mundo, mas, ainda assim, tem um enorme valor.

A Proteste Investe explicou à TVI24 que “as pessoas compram bitcoins porque os preços estão a subir e os preços sobem porque as pessoas estão a comprar bitcoins”, ou seja, um fenómeno especulativo circular.

Temos como exemplo, o rápido crescimento do número de contas da Coinbase, que só no último mês registou 780.000 novas contas.

  • Coinbase – Plataforma onde os utilizadores podem investir em bitcoins.

O analista André Gouveia, avisa que estes fenómenos podem prolongar-se durante muito tempo.

As próprias características desta moeda contribuem para a sua valorização:

  • É descentralizada e limitada, o que torna difícil para os governos detetar o seu rasto.
  • Funciona como um investimento de alto risco.
  • A sua circulação está ligada à existência de uma rede social, que usa uma tecnologia inovadora, a “Blockchain“.

O que é a tecnologia Blockchain ?

Bitcoin

Exemplo:

Tem um ficheiro (um ) de transações no seu computador (um registo). Dois contabilistas do governo (Vamos chamá-los de miners), têm o mesmo ficheiro no seu computador (por isso é distribuído). Enquanto faz uma transação, o seu computador manda um e-mail para cada contabilista para os informar.

Cada contabilista tenta ser o primeiro a perceber se o pode pagar (para receber o seu salário em Bitcoins). O primeiro a conseguir irá validar a transação e ao faze-lo irá responder a todos na rede, juntando a sua lógica de verificação (“Prova de trabalho“). Se o outro contabilista aceitar, todos actualizam o seu ficheiro.


É uma tecnologia que visa a descentralização e que, no fundo, constitui uma base de registos e dados permanentes.

Todas as operações, transações feitas com a bitcoin ficam registadas na própria Blockchain.

Deve ou não investir em bitcoins?

Bitcoin

André Gouveia diz que “Depende da perspectiva” e que não aconselha um investimento sério nesta moeda.

O analista compara a Bitcoin a “dinheiro de um jogo de computador” e a uma espécie de “lotaria”, sublinhando que o seu investimento deve ser feito em pequenas quantias, em que exista margem de manobra para perder.

No entanto, se tivesse investido 100 dólares em 2011, hoje poderia ter 3 milhões 

Se não tivesse mexido nestas Bitcoins, na quarta-feira, quando esta valia 11.321 dólares, teria mais de três milhões de euros !

“Se não tivesse mexido”, porque, na verdade, se em 2013 a moeda teve uma grande valorização, no ano seguinte conheceu uma grande quebra, levando algumas pessoas a perder dinheiro.

Como em qualquer investimento, pode ganhar ou perder… muito.

O Banco de Portugal mantém os alertas, chamando a atenção para os riscos da utilização deste tipo de moedas, não as considerando “seguras”.

O que é necessário fazer?

Para comprar e investir em Bitcoins é preciso criar uma carteira digital num serviço, como o Coinbase, Blockchain, Nice Hash, Coinhouse ou o Kraken.

Essa carteira é identificada através de um código composto por letras e números.

Bitcoin

Exemplo de carteira(“Wallet”)

As Bitcoins são compradas com dinheiro tradicional ou “minando”. O utilizador pode usar esta moeda digital para pagar determinadas coisas, como bens ou serviços, ou pode guardar a moeda como um investimento, para vender quando o mercado subir.

Para pagar a alguém, basta apenas saber o endereço da carteira digital dessa pessoa.

Para converter Bitcoins em moeda tradicional o utilizador tem de fazer este pedido ao serviço onde a carteira foi criada.

Os detentores de Bitcoins podem solicitar a conversão das unidades para moeda tradicional e a transferência do dinheiro para as suas contas bancárias. Os custos das operações variam de plataforma para plataforma.

Por exemplo

  • O Coinbase, cobra 1,49% do total da transferência e mais de 15 cêntimos por taxa.

Preciso de pagar impostos?

O Ministério das Finanças diz que as transações com bitcoins só têm de ser declaradas se forem feitas no âmbito da atividade profissional ou empresarial.

Nesses casos, é preciso declarar esses rendimentos e pagar o respetivo imposto, sendo que o contribuinte será tributado na categoria B.

De resto, a tutela esclareceu que “a venda de bitcoins não é tributável em IRS face ao ordenamento fiscal português, designadamente no âmbito da categoria E (capitais) ou G (mais-valias)”.

O lado negro da Bitcoin

Bitcoin

A Bitcoin tem sido muito usada para fins ilícitos na Internet, sobretudo na “dark web“. O tráfico de droga e o tráfico de armas são apenas dois exemplos.

  • Dark Web – Refere-se a qualquer ou todos os servidores de rede inalcançáveis na Internet, por requererem software, configurações ou autorizações específicas para o acesso. Faz parte da “Deep web”.

Por outro lado, esta moeda é também muito usada para fuga de capitais e lavagem de dinheiro.

A Comissão Europeia já demonstrou abertura para a regulamentação das moedas virtuais, com o objetivo de alargar às plataformas de alojamento de carteiras electrónicas as obrigações que já recaem sobre as instituições financeiras tradicionais.

O Banco Central Europeu e a Autoridade Bancária Europeia apoiam a iniciativa.

Experiência Pessoal

Depois de escrever sobre este assunto, fiquei curioso, e decidi brincar com este tipo de serviços.

Não investi dinheiro, mas tenho deixado o meu computador pessoal ligado 24/7, a “minar”, isto não tendo um computador super poderoso. Deixo em baixo as specs:

  • Intel Core i5 4690 3.5GHz
  • Sapphire RX 580 8Gb Nitro+ Special Edition
  • Asus H97-Plus
  • 16GB DDR3 1600MHz

Deixo também os meus resultados de mining dos últimos 4/5 dias, aviso já que sou um “noob” na matéria.

Bitcoin

NiceHash Miner para placas gráficas AMD

Isto muito resumidamente, 2.5€ por dia, são 75€ de lucro por mês, se fizermos a conta pelos 30 dias.

Sem contar com os custos eléctricos de ter o sistema a funcionar sem parar durante este tempo claro, contando também que o sistema se mantém estável nestes valores.

Acham rentável ? Acham que sou o maior nabo do mundo e não sei o que estou a fazer ?

Mandem as vossas dicas, e falem das vossas experiências.

Não hesitem em falar connosco acerca deste assunto !

Fonte: TVI24

Share:
Nuno Miguel Oliveira

2 comentários

Deixe uma resposta