As estratégias da Apple, por vezes, podem ser complexas. É verdade que não o eram assim tanto no tempo do saudoso Steve Jobs. No entanto, em algumas ocasiões, sinto que já não conheço este fabricante. Ainda assim e apesar disto em dados momentos parece seguir o caminho certo. A próxima estratégia parece ser um bom exemplo disto. Temos novos iPad a caminho!

Depois da aposta nos Pro, chega a aposta nos novos iPad de Gama média

Agora que a Apple já fez a sua grande aposta nos tablets de topo com a gama Pro, faz sentido virar-se para outro lado. É que a introdução de dois novos modelos para iPad no ano que vem, a preços mais baixos, poderá impulsionar o crescimento geral das vendas do iPad, uma categoria na qual o crescimento diminuiu nos últimos tempos.

Assim e como certamente já percebeu, a Apple está a preparar duas versões mais baratas do seu iPad para lançar no ano que vem. Pelo menos é o que relata o jornal China Times.

Um iPad Mini de quinta geração

Um dos dois novos iPads da Apple será um iPad mini de quinta geração. É que não parece, mas já se passaram mais de três anos desde que a Apple lançou o iPad mini, alimentado por um processador A8 que já tinha um ano de idade na época. Assim, não é de estranhar que uma atualização já seja obrigatória.

Um ecrã melhorado e molduras mais finas

Não se sabe ao certo com o que vamos poder contar. Ainda assim, vamos encontrar de certeza um ecrã melhorado e molduras mais finas. Este dispositivo deve chegar ao mercado no primeiro semestre de 2019.

Resumidamente, esta é uma boa notícia para os fãs de pequenos tablets. É que nos últimos meses circularam rumores na Internet que davam conta que a Apple ia matar o iPad mini.

O outro novo iPad, segundo as informações, é uma versão melhorada do iPad básico que a Apple renovou no início deste ano.

Na prática, este dispositivo terá molduras mais finas e um pequeno aumento ao nível do tamanho do ecrã. Passa a ter 10 polegadas, sendo que a dimensão atual é de 9.7. Este dispositivo deve chegar ao mercado na segunda metade do ano.

Entretanto, as novas informações que começaram a circular também dão conta que a Apple vai mudar para um fornecedor coreano ao nível dos painéis LED nos tablets, reduzindo os custos de construção.