AMD Ryzen 3000: Ainda vale a pena comprar processadores Intel?

AMD Intel

AMD Ryzen 3000: Ainda vale a pena comprar processadores Intel? – Depois de uma longa década de domínio Intel no mercado de processadores, eis que a AMD impressionou meio mundo, ao mesmo tempo que aproveitou uma série de deslizes da sua rival, que ainda anda a tentar ‘safar’ o processo de produção de 10nm.

Em suma, os novos Ryzen 3000 trouxeram para o mercado concorrência a sério! Algo que já se pedia há muito muito tempo



Com os novos CPUs baseados na arquitetura Zen 2 de 7nm, a AMD não só aumentou o número de núcleos físicos, como também aumento a frequência de relógio em toda a gama, melhor a eficiência e ainda introduziu algumas funcionalidades muito interessantes, como o suporte ao standard PCIe 4.0.

Então… E qual é a conclusão dos reviewers? Ainda vale a pena comprar processadores Intel?

AMD Ryzen

De acordo com as primeiras reviews, os novos Ryzen 3000 são um rival à altura dos mais recentes processadores da Intel. É verdade que nem sempre ganham na performance em jogo, mas ainda há espaço para melhorar neste campo.

Portanto, as reviews chegaram todas à mesma conclusão… Com o número impressionante de núcleos e threads, os novos CPUs da AMD têm uma grande vantagem sobre os seus rivais diretos Intel. Especialmente em aplicações que consigam escalonar eficientemente, com o número de threads. (Como programas de edição ou de renderização)

Mas afinal de contas, nos jogos, quem é que ganha?

Se está a pensar comprar um computador apenas e só para jogar, então as reviews não são consensuais. Ou seja, enquanto alguns meios dizem que a Intel e AMD estão empatadas. Outros dão uma ligeira vantagem à Intel.

Isto porque, no fundo, os jogos ainda dão muita primazia a núcleos individuais mais rápidos. E aqui a Intel ainda leva alguma vantagem. Contudo, com o passar do tempo, é provável que os jogos comecem a aproveitar cada vez mais as possibilidades multi-threading dos processadores atuais.

Aliás, basta ver a comparação do AMD Ryzen 1600 e Ryzen 1700, que na altura do seu lançamento perdiam no Gaming, e agora metem os seus respetivos rivais no bolso.

Os novos processadores da AMD oferecem muito mais que ‘apenas’ performance pura e dura!

Ryzen 3950x

Todos os reviewers têm elogiado as funcionalidades ‘extra’ dos mais recentes produtos da AMD. Especialmente a experiência de Overclock super simples. Bem como o cooler Wraith Prism que a fabricante inclui nas processadores mais apetrechados.

Mas o que realmente meteu um sorriso nestes especialistas, foi a inclusão do suporte ao standard PCIe 4.0. Apesar de alguns terem feito cara feia, à introdução de pequenas ventoinhas nas novas motherboards. (O chipset X570 aquece muito, devido à introdução do PCIe 4.0)

Conclusão: E agora Intel?

Intel vs AMD

Este lançamento da AMD quase mete a Intel em ‘xeque’!

Aliás, a gigante azul dos micro-processadores vai ter de baixar os preços de toda a atual gama de processadores, e vai ter de rezar a todos os santinhos que os novos Intel Core de 10ª geração consigam reter a sua quota de mercado.

O que provavelmente não irá acontecer, visto que estes novos chips irão ser baseados na mesma exata arquitetura que está no mercado, e que tem sido dizimada por vulnerabilidades já corrigidas na arquitetura Zen 2 da AMD.

Isto já para não falar, que a Intel vai voltar a apostar no processo de fabrico de 14nm, para fazer frente à AMD… Quem diria que a Intel iria ter tantas dificuldades, depois de mais de 10 anos de domínio?

Sugiro a visualização deste vídeo do canal Linus Tech Tips (Link), que juntando alguma brincadeira, a uma review séria, dá para tirar algumas conclusões daquilo que afinal se está a passar!


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.