AMD Ryzen

A AMD conseguiu cumprir a sua promessa de manter a compatibilidade com as motherboards AM4 lançadas com os primeiros Ryzen em 2017. Estamos a falar das B350 e X370. (Salvo algumas exceções) E claro, das B450 e X470 do ano passado, lançadas com a segunda geração de processadores Ryzen.



Aliás, acabei agora mesmo de um vídeo, de um YouTuber a conseguir instalar um Ryzen 3900X com 12 núcleos e 24 threads, numa board Gigabyte A320, que supostamente não deveria ser capaz de arcar com estes processadores. É um feito impressionante, e que na verdade, envergonha a Intel, que tem obrigado os seus fãs a mudar de plataforma quase todos os anos.

Ryzen 5 1600

Contudo, esta promessa esteve em risco! Afinal de contas, a própria MSI chegou a dizer nos seus fóruns, que a compatibilidade seria muito limitada. Visto que muito dificilmente iria existir espaço dentro do chip EEPROM para meter o firmware UEFI, com o novo micro-código. (AGESA ComboAM4 1.0.0.3a)

Mas claro, depois de ver a reação dos consumidores… A MSI percebeu rapidamente que se tinha de desenrascar!

Portanto, a empresa meteu as mãos à obra, e prontamente começou a modificar o pacote da BIOS UEFI que está neste momento a circular, para adicionar suporte aos novos Ryzen 3000.

O plano era simples, primeiramente foi eliminar o suporte aos processadores A-Series e Athlon de 28nm. Em segundo lugar, acabar com o suporte a SATA RAID em muitas das motherboards. E finalmente, acabar com o programa BIOS 5, para um programa super simples ‘GSE Lite’. (Aqui apenas irá encontrar alguns funcionalidades exclusivas da MSI, como o A-XMP, Smart Fan e M-Flash)

Muita atenção! Se por acaso não vai instalar um novo processador Ryzen de terceira geração, não atualize a BIOS da sua motherboard!

Afinal de contas, a maioria das motherboards AM4 utilizam chips EEPROM de 16 megabyte. Por isso, é bem provável que a grande maioria das fabricantes tenha de lidar com as mesmas dificuldades que a MSI encontrou.

Se quiser mesmo atualizar, encontra a BIOS mais recente com o micro-código AGESA PinnaclePI 1.0.0.6. Desta maneira não irá perder funcionalidades, ou perder volumes RAID.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Fonte