Xiaomi vai resolver o carregamento lento no Mi Watch via update


Por em

A Xiaomi anunciou o seu primeiro smartwatch, o Mi Watch, há algumas semanas. Por ser uma categoria de produto relativamente nova para a Xiaomi, é normal que tenham surgido alguns problemas e dúvidas por parte dos utilizadores. Agora e para tranquilizar quem comprou ou quem vai comprar este dispositivo, eis que um responsável deste fabricante, Cheng Liang, respondeu às duas principais perguntas acerca do Mi Watch.

Xiaomi vai resolver o carregamento lento no Mi Watch via update

Um dos grandes problemas relacionados com o novo Mi Watch são as baixas velocidades de carregamento. Os utilizadores estavam preocupados com o facto deste poder ser um problema permanente. No entanto, Cheng Liang afirmou que esta situação com o Mi Watch será corrigida através de uma atualização OTA no início de dezembro. Ou seja, parece um problema de software e não de hardware.

Infelizmente, não podemos confirmar se esta correção estará incluída na atualização OTA que será lançada a 3 de dezembro. A primeira atualização OTA para o Mi Watch vai otimizar várias funcionalidades, incluindo o primeiro emparelhamento, mercado de aplicações, sistema de marcação, avisos de notificação, interação com o método de entrada, entre outras novidades.

Mi Watch

Outra grande questão está relacionada com o eSIM do Mi Watch e mais concretamente com a China. É que operadoras como a China Telecom ainda não têm redes eSIM na China. Este foi um dos principais motivos pelos quais o novo dobrável Motorola Razr 2019 não foi lançado no mercado chinês. No entanto, Liang afirmou que os serviços eSIM devem chegar às operadoras chinesas em meados de dezembro. Uma vez disponível, a Xiaomi vai ativar o suporte para eSIM no Mi Watch através de uma atualização OTA. Ou seja, os utilizadores nada terão de fazer.

A nova aposta executa a plataforma WearOS do Google, com a sua própria interface. É quase um mini smartphone com a capacidade de fazer e receber chamadas (via eSIM), ligar-se à Internet e até executar aplicações de conversação, entre outras.

Entretanto apesar da grande semelhança com o Apple Watch, este wearable tenta conseguir a sua própria identidade através de software e funcionalidades. Até agora parece que está a conseguir.

Leia também:

Xiaomi Mi 9T Pro – Faz sentido comprar smartphones de 1000€?

Leia também

Ou veja mais notícias de Android, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.