Vision Pro é caro? As aplicações são (quase) todas pagas!

Quando compra um smartphone, já sabe que de vez em quando vai ter de gastar alguns euros numa versão Pro de uma qualquer app que tenha gostado ou lhe dá jeito para o dia-a-dia. Porém, é inegável que existem quase sempre alternativas grátis para tudo e mais alguma coisa.

Pois bem, no lado da Realidade Virtual ou Realidade Aumentada, isso já não é bem assim, pelo menos não no caso da Apple. É algo que vai contra aquilo que foi a estratégia de qualquer plataforma de Apps lançada até aqui.

Vision Pro é caro? As aplicações são (quase) todas pagas (e caras)! 

vision

Portanto, quando a primeira versão da App Store chegou ao mercado há muitos e longos anos atrás, o mercado decidiu implementar uma estratégia “Freemium”. Ou seja, permitir o uso de uma qualquer aplicação, de forma limitada, e se necessário, pedir algum dinheiro por uma versão Pro.

Era quase uma estratégia Free to Play, com muitas apps a preferirem ser gratuitas, para ganhar dinheiro mais à frente, seja através das já mencionadas versões Pro, ou através de anúncios publicitários, ou até através de compras dentro da própria app. Uma estratégia que ainda hoje se mantém atual, tanto na App Store da Apple como também na Google Play Store.

- Advertisement -

Isto é curioso, porque com o lançamento do Vision Pro, as equipas de desenvolvimento estão a preferir fazer as coisas de forma um pouco diferente.

Afinal, a grande maioria das apps disponíveis para o capacete são pagas. Ou seja, o Vision Pro da Apple, que já está disponível no mercado, e é capaz de oferecer uma experiência de Realidade Virtual ou mista, é por sua vez alimentado por um sistema operativo denominado de Vision OS, naquilo que é uma espécie de iOS fortemente modificado.

Dito isto, existem milhares de aplicações compatíveis com o Vision Pro na App Store, uma parte aplicações que já existiam mas foram adaptadas, enquanto outra parte é composta por apps completamente novas para aproveitar o esforço da Apple.

Mas, o que realmente importa aqui é que a maioria das apps para o Vision Pro tem um preço, e este é em média 5.5€. Um valor bastante mais alto face a média do Android ou iOS. Porquê?

Bem, o Vision Pro é um produto caro, e por isso ainda muito exclusivo para entusiastas, programadores, ou apenas utilizadores com muito dinheiro para gastar. Assim, com uma base de clientes muito mais pequena face ao iPhone ou qualquer Android à face da terra, faz sentido que as empresas vendam as suas aplicações neste momento, em vez de apostarem no já mencionado modelo freemium, uma vez que as vendas de microtransacções não são garantidas.

Ademais, o que pensa sobre tudo aquilo que tem chegado à Internet acerca do capacete da Apple? Será mesmo o futuro? Partilhe connosco a sua opinião na caixa de comentários em baixo.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.