Temos um AMD Ryzen 7 Extreme Edition a caminho do mercado?

Parece que a AMD não está satisfeita com os produtos que tem no mercado, especialmente agora que a Intel lançou os seus novos Core 10000. Por isso, depois do lançamento dos Ryzen 3 3100 e 3300X que têm estado a impressionar no departamento da performance/preço, tivemos a revelação de um APU poderoso para desktops na forma do Ryzen 7 4700G… E agora, parece que chegou a fez de ficarmos a conhecer o AMD Ryzen 7 Extreme Edition!



Ryzen 7 extreme edition

Portanto, o muito conhecido ‘leaker’ TUM_APISAK, parece ter encontrado várias informações acerca de um novo processador AMD Ryzen 7, desta vez pertencente à gama Extreme Edition. Naquilo que deverá ser um componente para o mercado mobile (Renoir), de forma a levar um novo nível de performance a este mercado exigente, graças aos seus 8 núcleos, 16 threads e potencial de chegar aos 4.3GHz.

Em suma, este novo ‘Ryzen Extreme Edition’ parece contar com um aumento de frequência na ordem dos 100 MHz em relação ao atual Ryzen 7 4800U, que chegou ao mercado capaz de chegar aos 4.2GHz com um TDP de 15W. Ou seja, é provável que este novo processador seja um componente ‘binned’ com o mesmo exato TDP, para os ultra-portáteis. De forma a levar desempenho de topo às máquinas mais finas do mercado.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte


(Explicação) AMD e retro-compatibilidade nas suas motherboards

Ryzen 7 extreme edition

Como deve saber, a AMD decidiu ‘matar’ a retro-compatibilidades entre plataformas a partir das boards da série 500, ou seja, se tiver uma motherboard B350, B450, X370 ou X470, não irá conseguir atualizar para um processador da próxima gama AMD Ryzen 4000, baseada na arquitetura Zen 3. Ou será que vai?

Isto irritou muitos dos fãs da gigante dos micro-processadores, porque tinham a retro-compatibilidade como algo assegurado… Pois, mas é aqui que temos de clarificar a coisa! A AMD nunca prometeu retro-compatibilidade a 100%, apenas disse que ia fazer o máximo possível para a manter, ao mesmo tempo que iria manter o mesmo socket até pelo menos 2020 ou 2021.

Mas vamos por partes, ao mesmo tempo que tentamos explicar o porquê da quebra desta ‘promessa’.



Leia o resto do artigo aqui.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Últimos artigos

Esforço da Intel para Janeiro já sorriu para as câmeras! Mas cuidado

Como já dissemos várias vezes na Leak.pt, a atual gama de processadores Intel Core 12000 disponível no mercado, não equivale ainda ao poderio total...

Dimensity 7000: o primeiro chipset de 5nm da MediaTek

A marca de chips MediaTek é bastante conhecida, sobretudo nos equipamentos de gama-média e entrada de gama. Entretanto e apesar de estar cada vez...

NVIDIA GeForce RTX 3090 Ti: Estas são as especificações finais

Como deve saber, a NVIDIA está a preparar o refresh da sua atual gama de placas gráficas GeForce RTX 30, com uma nova topo...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!