Supremo Tribunal defendeu PUBG! Ataque à liberdade de expressão

De certeza que já viu algumas menções a proibições a jogos como PUBG, nos últimos tempos. Uma das mais recentes, foi no Nepal… No entanto, parece que apareceu um aliado inesperado, a defender o popular jogo.



O Supremo Tribunal do Nepal, veio defender o jogo ‘Battle Royale’ PUBG, dizendo que a proibição é um ataque à liberdade de expressão dos cidadãos, e por isso, a proibição imposta pelo governo, precisa de ser levantada.

Caso não saiba, PUBG foi banido no Nepal, devido ao vício que provoca em alguns jogadores. Bem como a possibilidade, de encorajar comportamentos violentos, nas crianças.

Basicamente, a mesma ‘lenga lenga’, que andamos a ouvir há vários anos, acerca dos jogos mais violentos. Epá… É que curiosamente, na minha infância, joguei GTA: Vice City e San Andreas, e ainda não atropelei nenhuma velhota.

Em suma, o Supremo Tribunal saiu em defesa do jogo, e dos seus jogadores. Expressando as suas preocupações em relação à proibição, dizendo que PUBG é apenas uma forma de entretenimento. E assim, banir qualquer forma de entretenimento, é na sua essência, um ataque à liberdade de expressão.

Acrescentando ainda, que a liberdade de expressão dos cidadãos e da imprensa, é algo que está protegido pelas constituição! E por isso, banir um jogo, que tem como objetivo, entreter as pessoas, é uma violação da própria constituição do país.

Claro que os fãs de PUBG, já expressaram o seu descontentamento, em relação à proibição!

Acusando o governo, de terem preferências naquilo que proíbem, e naquilo que pode continuar legar no país.

Aliás, alguns jogadores até desafiaram o governo, a banir o Facebook e Twitter.


Conclusão com uma opinião pessoal

Gaming
Criança a jogar Minecraft

Na minha opinião, tal e qual como aconteceu na minha infância, desde que os mais novos sejam bem educados, e que as suas sessões de jogos tenham algum controlo dos pais. Nada de mal irá acontecer.

Eu sou um gamer de coração, tive dezenas de consolas, joguei milhares de jogos. Aliás, lembro-me de ir a festas de anos com o ‘pessoal’, e em vez de irmos para a discoteca beber uns copos, íamos para casa fazer ‘raids’ no World of Warcraft, para farmar o mount do Lich King.

Se você for pai, prefere que o filho vá para a noite, beber álcool, ou vá para casa jogar PC?

Provavelmente, o ideal está algures no meio, mas a verdade, é que não existe nada 100% bom, nem 100% mau.

Tudo depende da educação que tivemos, e agora, temos a oportunidade de dar! Mesmo que não sejamos pais, ou tios, ou avôs… Os miúdos, são no fundo, uma tela em branco, e cabe a nós, pintá-la da melhor forma.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário