Homem seguiu rota sugerida pelo Google Maps e deu-se bem mal!

Ligações rápidas

É difícil encontrar alguém que não utilize aplicações de navegação no smartphone. Isto sobretudo quando o destino final é um endereço que não é familiar. No entanto isto não significa que se possa confiar cegamente nestas aplicações de navegação, chegando por vezes a seguir percursos que não parecem seguros. Foi o que aconteceu recentemente a um condutor no Utah. O homem de 23 anos seguiu uma rota sugerida pelo Google Maps entre Springville e Vernal sem verificar se a estrada era perigosa. Ficou preso no meio da montanha!

Homem seguiu rota sugerida pelo Google Maps e deu-se bem mal!

Embora nunca seja uma boa ideia utilizar uma estrada não pavimentada a meio da noite e sem equipamento adequado, o jovem condutor seguiu a sugestão do Google e conduziu o seu Toyota no lado oeste do pico Strawberry. Já se pode imaginar o que aconteceu, pois não demorou muito para que o condutor se apercebesse de que a sua aventura tinha terminado abruptamente.

O veículo ficou preso à meia-noite, pois o caminho não pavimentado era acidentado e impróprio para carros. Felizmente, o condutor ainda tinha sinal de telemóvel, pelo que ligou para o 112 e chamou as equipas de emergência para o salvar. Não ficou ferido, mas as equipas de salvamento locais afirmam que o homem teve de ser transportado para fora da montanha. A operação demorou três horas.

Fonte: Wasatch County Search & Rescue

A Google terá dito que não conseguiu identificar uma rota no Google Maps que levasse um condutor ao local onde o homem de 23 anos ficou preso. No entanto a empresa continua a investigação e diz que vai atualizar a sua aplicação para oferecer rotas mais seguras.

Uma situação recorrente

Esta não seria a primeira vez que o Google Maps envia os condutores para uma rota perigosa. No início deste ano, uma dúzia de condutores seguiu uma rota sugerida pela aplicação num trilho não pavimentado no deserto, deixando a interestadual para evitar um encerramento anunciado à frente. A utilização da estrada não pavimentada revelou-se uma má ideia. Assim acabaram por ficar presos no deserto e obrigados a regressar à autoestrada após horas de condução no meio do nada.

A Google reconheceu o problema com o motor de encaminhamento do Google Maps e removeu a estrada não pavimentada do mapa.

No entanto, este caso é mais um sinal de que os condutores devem usar sempre o bom senso quando utilizam software de navegação nos seus automóveis. Estas aplicações não sabem o que acontece na estrada em tempo real. Como tal não podem alertar para condições perigosas. Em 2020, o Google Maps enviou dois jovens russos para uma estrada fechada e coberta de neve, sem saber que o percurso era perigoso e devia ter sido evitado. O condutor acabou por morrer congelado depois de o veículo se ter avariado e ficado preso na neve.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também

Os motores dos aviões podem funcionar com gasóleo normal?

Tal como na indústria automóvel, há uma variedade de motores de avião concebidos para funcionar com vários tipos de combustíveis. Até mesmo os aviões...

Waze e Google Maps: um é todos os dias e o outro para explorar

O Waze é uma aplicação de navegação GPS dedicada e o Google Maps oferece o mesmo como um dos seus serviços principais. Seja como...

Chegou a hora de trocar a bateria do seu smartphone?

Os telemóveis, sobretudo quando são novos, funcionam sempre bem. No entanto há sempre uma fase em que as coisas ficam mais tremidas. O problema...

O que faz a bateria do seu smartphone inchar?

Um dos maiores perigos que pode resultar do sobreaquecimento do telemóvel é o facto de a bateria poder começar a inchar. Este fenómeno é...

Muito cuidado com o truque viral da ventoinha e gelo!

O calor está a apertar e nesta altura as pessoas recorrem a todos os truques que podem para ter a casa fresca. Uns são...

Afinal o carregamento rápido nos veículos elétricos não faz mal?

O carregamento rápido frequente nos veículos elétricos deve provocar a degradação da bateria. De facto, com base em experiências laboratoriais e numa sólida compreensão...

Newsletter Leak

Receba todas as notícias e destaques diretamente no e-mail. É grátis!

Artigos relacionados