Poeiras de África voltam quinta-feira e há um perigo escondido

A partir de quinta-feira as poeiras de África chegam a Portugal e devem manter-se até sábado, altura em que se deverão começar a dissipar. Não se sabe ao certo o motivo de tanta recorrência mas as condições de seca e a desertificação associadas ao aquecimento global podem aumentar as quantidades de poeira disponíveis. O que é certo é que é necessário ter-se alguns cuidados sobretudo quando há ligações entre tempestades de poeira e o aumento da incidência de meningite bacteriana.

Poeiras de África voltam quinta-feira e há um perigo escondido

O que transportam as poeiras de África

Depende da concentração e da altitude. O transporte de poeiras a grande altitude é menos suscetível de ter um impacto significativo na qualidade do ar à superfície. Mas as nuvens de poeira à superfície trazem partículas, grossas e finas, que pioram a qualidade do ar e representam riscos respiratórios ou mesmo cardiovasculares.

Mas há mais. As poeiras de África transportam microrganismos, incluindo agentes patogénicos. Entretanto as ligações entre as tempestades de poeira e o aumento da incidência de meningite bacteriana em algumas áreas estão bem documentadas. No entanto acredita-se que estejam relacionadas com os seus efeitos irritantes para o sistema respiratório e com as condições climáticas, e não com o transporte de agentes patogénicos.

Sabe-se também que, dependendo da origem do transporte, as poeiras do Sara transportam por vezes partículas radioativas, em parte devido aos ensaios nucleares franceses na Argélia nos anos 70, mas em níveis de concentração não considerados prejudiciais para a saúde ou para o ambiente.

Um motor da atmosfera

Negligenciadas durante muito tempo pela ciência, as poeiras são atualmente conhecidas como um dos principais motores da atmosfera, desempenhando um papel no tempo, na radiação solar e no clima. Alguns estudos sugerem que as suas concentrações e importância foram subestimadas durante muito tempo. O principal efeito direto da poeira suspensa na atmosfera é o bloqueio da radiação solar.

Os aerossóis de poeira atuam como sombras para a luz solar, com um efeito de arrefecimento da superfície da Terra. No entanto, a absorção da radiação infravermelha dentro da camada de poeira pode levar a um efeito de aquecimento localizado. A questão de saber se a poeira tem uma contribuição líquida para o aquecimento ou para o arrefecimento está ainda em aberto.

As partículas de poeira desempenham um papel na formação de nuvens, atuando como um núcleo em torno do qual as partículas de água se agregam (núcleos de condensação de água). Em determinadas condições, a poeira pode influenciar a composição atmosférica através de reações fotoquímicas, limitando a quantidade de luz solar, e de reações químicas na superfície das partículas de poeira.

Considera-se que a camada de ar do Sara tem um efeito moderador nos ciclones tropicais do Atlântico. Por outro lado, como as partículas favorecem a formação de nuvens, o transporte de poeiras do Sara pode também aumentar a precipitação em determinadas condições. Esta é também uma área de investigação ainda ativa.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados