Steam Sales

Se por acaso gosta de comprar um jogo hoje, já a pensar em vendê-lo na próxima semana. Não deve ser muito fã da nova era digital, onde todos os jogos são agora apenas 0’s e 1’s num disco rígido na sua consola ou PC.

Em boa verdade, o futuro é 100% digital! Aliás, as plataformas de vendas de jogos como a Steam, Epic Games, PlayStation Store, etc… Já começaram a ‘matar’ o mercado tradicional de videojogos, vejam só o caso da gigantesta GameStop.

Aliás, agora que os serviços de streaming começam a ganhar cada vez mais força, vale a pena pensar realmente como vai ser o futuro dos jogos. Ou melhor, qual é o valor real de um jogo, senão o podemos vender após a sua compra.



Vender jogos usados na Steam? Isto faz sentido?

Steam

Portanto, como já deve ter percebido, a premissa de todo este texto é a capacidade de poder vender um jogo físico, caso já o tenha acabado ou simplesmente queira recuperar um pouco do investimento feito. É todo um mercado paralelo, que mexe com muitos milhões de euros todos os anos.

Dito tudo isto, como é óbvio… As lojas digitais não permitem a venda de um jogo adquirido de forma também ela digital! Contudo, as coisas podem estar prestes a mudar.

Caso não saiba, os utilizadores Franceses da plataforma Steam têm agora o direito de revender os seus jogos, depois de uma decisão muito curiosa de um tribunal Francês. Mas calma! Entretanto, as coisas ainda poderão mudar, visto que a Valve ainda pode pedir recurso da decisão.

Afinal de contas, nos termos de utilização da Steam, podemos ler que os jogos que lá compramos não são realmente nossos. Ou seja, são apenas uma licença de utilização e o real dono é mesmo a Valve. Contudo, também é verdade que o tribunal não achou muita piada a muitas das alíneas dos termos de serviço da Steam, por isso, é fácil chegar à conclusão que isto ainda vai dar muito que falar.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte