Play Store apaga 600 apps que se aproveitavam dos utilizadores

Nos últimos anos já ocorreram alguns problemas importantes relacionados com aplicações que estavam presentes na Google Play Store e que mostravam anúncios que incomodavam muito os utilizadores. Embora muitas dessas apps cumpram uma função útil para as pessoas, o principal motivo da existência é mostrar o máximo de anúncios possível, independentemente da experiência de utilização. Quando elas se “esticam”, a Play Store apaga.

Play Store apaga 600 apps que se aproveitavam dos utilizadores

Hoje, numa publicação no seu blog, a Google anunciou que está pronta para acabar com isto. Assim, anunciou que removeu quase 600 aplicações da Play Store que mostravam anúncios “disruptivos”. Entretanto e de acordo com uma notícia avançada pelo Buzzfeed News, descobrimos que a Cheetah Mobile criou cerca de 45 dessas aplicações proibidas.

De facto, a Cheetah tem sido um dos maiores causadores de problemas quando se trata de aplicações problemáticas na Google Play Store. Assim, a Google removeu anteriormente algumas apps desta empresa da sua loja após uma exposição por parte do Buzzfeed a sugerir que a Cheetah estava a cometer uma fraude de publicidade. Agora, no entanto, não há aplicações Cheetah Mobile ativas na Play Store.

No entanto, há uma coisa que temos de destacar. A Google não está preocupada com as aplicações que possuem apenas muitos anúncios. O verdadeiro problema são as apps que revelam anúncios que possam piorar a experiência de utilização do smartphone. Por exemplo, se abrir uma aplicação para fazer uma chamada e começar a aparecer muita publicidade, isto vai piorar a experiência de utilização. É que não é apenas irritante, mas pode ser perigoso, pois essa ligação pode ser feita numa situação de emergência e não podemos perder tempo a fechar a publicidade.

Play Store para a Google

A Google reconhece, no entanto, que isto não é uma guerra fácil. É que alguns programadores estão a ficar cada vez mais experientes a introduzir apps na Play Store com más intenções. No entanto, tudo está bem escondido. Para combater estes utilizadores mal-intencionados a Google aposta no machine learning e em novas tecnologias para impedir que essas apps conquistem boas posições na Play Store.

O que importa aqui reter é que é necessário termos sempre cuidado com o que descarregamos da Play Store. É que uma app mal intencionada pode dar-nos muitas dores de cabeça.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Sir Clive Sinclair: morreu o grande pai do ZX Spectrum!

Hoje é um dia triste, especialmente para quem é fã do Spectrum ou teve a sorte de conviver com este computador fantástico. É que...

Netflix falhou redondamente com este novo filme! Já viu?

É inegável o facto de que a Netflix é um verdadeiro poço de sucessos em todo o mundo. Afinal e contas, existem séries e...

Oppo Watch 2: afinal há uma versão que tem uma surpresa!

No ano passado a OPPO apresentou o primeiro smartwatch chamado Oppo Watch. Dito isto, este equipamento até teve direito a uma edição especial com...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!