O Facebook também queria a Fitbit mas a Google deu mais dinheiro!

Todos nós sabemos que a Google não está a conseguir ter o sucesso desejável no mercado de smartwatches. Por isso, decidiu primeiramente adquirir alguma da tecnologia da Fossil, e mais recentemente comprou mesmo a totalidade da Fitbit.

É um negócio que acima de tudo faz sentido, afinal de contas, a Google continua a apostar neste mercado… Pois… E se dissermos que o Facebook também estava na corrida?

O Facebook também queria a Fitbit mas a Google foi mais rápida e deu mais dinheiro!

a Fitbit mas

Portanto, foi recentemente descoberto que existiu uma guerra de licitações entre a Google e Facebook para a compra da Fitbit. Com a gigante da pesquisa a acabar vitoriosa por uma margem relativamente pequena.

Curiosamente, os empregados da Fitbit até estão otimistas com o resultado, apesar de ainda não serem certas as implicações para a empresa e o seu desenvolvimento de hardware e software.

É possível que tanto a Google como o Facebook apenas quisessem meter as mãos nos dados de saúde de 28 milhões de utilizadores de aparelhos Fitbit, o que pode meter a empresa em dificuldades, caso a ideia fosse apenas melhorar alguns algoritmos.

Caso não saiba, a Google comprou a Fitbit por 2.1 mil milhões de dólares há algumas semanas atrás. Contudo, vários utilizadores dos produtos da empresa foram prontamente demonstrar o seu descontentamento a várias organizações.



Aliás, alguns até foram à CNBC dizer que se iam livrar de tudo o que era Fitbit, para adotar alternativas no mundo Apple ou Samsung. Tudo devido à muito temida invasão de privacidade, e claro, ainda maior domínio da Google no mercado web devido ao acesso de um novo banco de dados gigantesco.

Pois bem… Tudo isto resultou em vários pedidos de bloqueio à compra! No entanto, o que é realmente curioso, é que a SEC mostrou agora que o Facebook também esteve interessado na compra da empresa, oferecendo 7.3$ por acção, em vez dos 7.35$ da Google.

Em suma, talvez seja melhor ver a Google dona destes dados do que o Facebook. Além disso, temos também o ecossistema Wear OS que precisa de um refresh muito rapidamente, e aqui a Fitbit poderá dar uma grande ajuda, de forma a competir com a Apple e Samsung no mercado de wearables.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Galaxy S22: o grande upgrade nas câmaras não vai acontecer!

Já há vários meses que têm surgido na Internet rumores sobre o Galaxy S22 e isto não é uma surpresa. As pessoas querem sempre...

Intel Core i9-12900K bateu Ryzen 9 5950X em quase 40%!

A Intel está prestes a lançar uma nova geração de processadores, de forma a acompanhar o lançamento do Windows 11 por parte da Microsoft....

As primeiras reviews relativas ao iPhone 13 chegaram à Internet!

A gama de smartphones iPhone 13 foi recentemente anunciada pela gigantesca Norte Americana Apple. Sendo recebida com um misto de 'piadas', devido ao facto...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!