NVIDIA – RTX OFF! Afinal, o Ray Tracing é apenas para a gama alta!


Por em

As novas placas gráficas NVIDIA RTX 20 baseadas na arquitetura Turing começam já a chegar às mãos dos consumidores no dia 20 de Setembro! Dito isto, a sua maior inovação e por isso argumento mais forte para compra é a inclusão de processamento ‘Ray Tracing’ em tempo real, devido aos novos núcleos RT da nova arquitetura.

Claro que a NVIDIA tem-se mostrado muito confiante quanto ao impacto que estas novas capacidades vão ter na indústria! E por isso, não se farta de enumerar todas as vantagens em relação às técnicas tradicionais de iluminação de cenas.

Aliás, num Q&A na conferência ‘Citi 2018 Glogal Technology’, uma porta voz da NVIDIA expôs todas as vantagens da nova arquitetura Turing! No entanto, também mencionou uma possível segmentação na restante gama de placas, devido à falta de capacidades ‘Ray Tracing’.

NVIDIA Ray Tracing RTX

Durante esta ‘Q&A’, ‘Colette Kress’ da NVIDIA, afirmou que a arquitetura Turing é facilmente duas vezes mais rápida que as antigas placas GTX 10, isto sem ter em conta o ‘Ray Tracing’! Que nesse caso, apresenta uma melhoria de 6x na performance!

Contudo, ‘Kress’ também disse algo bastante interessante:

  • “Vamos começar pelas placas ‘Ray Tracing’! Temos a 2080 Ti, 2080 e a 2070 a chegar ao mercado!”

O que no fundo, acaba por confirmar a falta de capacidade ‘Ray Tracing’ nas gamas mais baixas da nova geração NVIDIA GeForce! Ou seja as placas baseadas no recentemente descoberto chip TU106 e outras variantes.

Claro que isto, por enquanto, é apenas especulação baseada nos comentários da porta-voz da empresa! Mas se realmente corresponder à realidade, pode ser um grande passo em falso para a NVIDIA e para a tecnologia ‘Ray Tracing’ no geral.

Porque como é normal, nem todos os gamers têm dinheiro para comprar uma placa gráfica topo de gama… Até porque, afinal de contas, o maior volume de vendas está na gama média! Ou seja, a GTX 1060 se pensarmos na ainda atual gama de placas NVIDIA GeForce.

Em síntese, com a não inclusão de suporte ‘Ray Tracing’ às restantes gamas, a NVIDIA está a diminuir significativamente o mercado alvo desta tecnologia… E em paralelo, a diminuir também a ‘vontade’ dos estúdios em implementá-la nos seus jogos.

O que não parece grande ideia, mas seja talvez um mal necessário!

Em suma, é bem provável que a nova gama de placas NVIDIA seja constituída por placas GTX até à 2060! E depois claro por placas RTX, até à 2080 Ti!

Mas como disse em cima, talvez seja ‘um mal necessário’… Porque, para dizer a verdade, isto até faz algum sentido! Se tivermos em consideração a performance de jogos com suporte a Ray Tracing, como o Shadow of the Tomb Raider e Battlefield V. A placa topo de gama RTX (2080 Ti) não consegue ultrapassar os 60FPS em 1080p! Por isso, imaginem só o que uma suposta RTX 2060 iria conseguir…

Fonte

Leia também

Ou veja mais notícias de Hardware

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

3DMark: Huawei já respondeu às acusações de “batota”

É bem provável que num futuro próximo Plutão volte a ser um planeta!

Seguinte