É bem provável que num futuro próximo Plutão volte a ser um planeta!


Por em

Ainda se lembra de Plutão? Lembra-se de andar na escola e aprender que existiam oito planetas no sistema solar, e que este pequeno planeta era o mais afastado? Pois, eu também! No entanto, em 2006 tudo mudou, quando vários astrónomos declararam que Plutão afinal não preenchia os requisitos necessários para ser chamado de Planeta!

O maior problema era a massa do Planeta! Afinal de contas não era alta o suficiente! E além disso, também não tinha aquilo que é necessário para todos os planetas verdadeiros… Um caminho orbital limpo em torno de sua estrela hospedeira.

Parece que Plutão tinha tudo, excepto este requisito de “vizinhança clara!  Uma vez que os detritos do cinturão de Kuiper, transbordaram para a órbita de Plutão.

Agora, depois de mais de uma década da despromoção do antigo planeta… O cientista ‘Philip Metzgear’ da Universidade Central da Florida, diz que os astrónomos devem repensar a sua decisão!

A definição da IAU diria que o objeto fundamental da ciência planetária, o planeta, deve ser definido com base em um conceito que ninguém usa em suas investigações”, disse Metzger num comunicado. “E deixaria de fora o segundo planeta mais complexo e interessante do nosso sistema solar.”

O argumento de Metzger não diz que Plutão cumpre todos os requisitos estabelecidos para ser considerado um planeta! Pois, todos concordam que Plutão não se encaixa na descrição estabelecida pela União Astronômica Internacional! Mas sim que a lista de critérios simplesmente não faz sentido!

Plutão

“Agora temos uma lista de mais de 100 exemplos recentes de cientistas planetários que usam a palavra planeta de uma forma que viola a definição da IAU, mas isto só acontece, porque é funcionalmente útil. Mas no fundo, é uma definição mal feita ”

A sua posição é que o ponto de discórdia para aqueles que queriam tirar Plutão do seu status planetário – a exigência de órbita “clara” – não é útil o suficiente. Em vez disso, a verdadeira característica que define um planeta deve ser se ele é massivo o suficiente, e que cria assim força gravitacional suficiente para se tornar esférico.

“Em suma, este é um marco importante na evolução de um corpo planetário! Porque aparentemente quando isso acontece, é iniciada a geologia ativa no corpo.”

Se a IAU levará ou não em conta esse novo argumento, ninguém sabe! Afinal de contas, Plutão é atualmente classificado como um “planeta anão”! Mas o raciocínio de Metzger em relação à definição aparentemente arbitrária de um planeta parece bastante sólida.

Por isso, quem sabe… Talvez Plutão se torne novamente o oitavo planeta do Sistema Solar!

Fonte

Leia também

Ou veja mais notícias de Ciência

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

NVIDIA – RTX OFF! Afinal, o Ray Tracing é apenas para a gama alta!

Razer Phone 2 persegue o Galaxy Note 9 na velocidade

Seguinte