No início desta semana, a Xiaomi confirmou que vai lançar o novo smartphone Mi CC9 Pro e o seu primeiro relógio inteligente equipado com Wear OS no dia 5 de novembro. Embora a empresa já tivesse revelado algumas das principais funcionalidades, as informações acerca do chipset não eram conhecidas até agora. De acordo com um teaser recém-partilhado no Weibo, o novo smartwatch da Xiaomi virá equipado com o Snapdragon 3100, desenvolvido pela fabricante americana Qualcomm.

Novo smartwatch da Xiaomi vem com chipset Snapdragon 3100

De acordo com a página do produto no site da empresa, o Snapdragon Wear 3100 consiste num processador Quad ARM Cortex A7 com 4 núcleos a 32 bits que operam a 1,2 GHz. Têm ainda placa gráfica Adreno 304. O chipset é desenvolvido através de um processo de fabrico de 28 nm. Ou seja, não parece muito eficiente em termos de energia.

Embora o chipset pareça antiquado, os relógios inteligentes nem sempre exigem tanto poder de processamento quanto os smartphones. Assim, com a otimização de software adequada, a Xiaomi pode sair-se bem com a integração do Snapdragon Wear 3100 no seu primeiro smartwatch com sistema operativo Wear OS. É que logo à partida a utilização de um chip mais antigo vai fazer com que o preço baixe.

Embora a Xiaomi já tenha confirmado que seu smartwatch suporta NFC, a folha de especificações do chipset revela que ele está equipado com Bluetooth 4.2 e Wi-Fi 802.11n de baixa potência e GPS. São sem dúvida boas características para este equipamento.

smartwatch da Xiaomi

Ao nível das funcionalidades confirmadas anteriormente, o Xiaomi smartwatch terá suporte para cartão eSIM, alti-falante, uma bateria grande e um motor linear que garante o feedback tátil. Em suma, o dispositivo parece ter tudo para conquistar o mercado.

O Xiaomi Mi Watch não é algo muito inovador ou original. Isto porque aposta em algumas das características do Apple Watch. Agora não significa que não seja bonito e tenho a certeza que vamos comprovar isto quando for lançado a 5 de Novembro.

Ao contrário da maioria dos smartwatches que têm sido lançados com o Wear OS, o Mi Watch adota um formato retangular. Ou seja, tal e qual como acontece com o Apple Watch. Claro que isto não significa tudo. É que a Apple não tem patentes para dispositivos quadrados. Ainda assim, existem semelhanças claras ao nível do design. Leia mais aqui.

Leia também:

Xiaomi Mi 9T Pro – Faz sentido comprar smartphones de 1000€?

Fossil Gen5 – Finalmente! Um peso pesado para o mercado WearOS

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.