Será o Nokia 6.1 um dos smartphones mais resistentes?


Por em

O teste de durabilidade do Nokia 6.1 apareceu no YouTube e o culpado volta a ser o famoso canal JerryRigEverything. Depois do Nokia 7 Plus ter sido torturado neste canal há uma semana, agora chegou a vez do Nokia 6.1. No vídeo, Jerry assinala que o Nokia 6 foi um dos smartphones mais duráveis ​​que ele testou, de modo que as expectativas são bastante altas para o Nokia 6.1.

Dito isto, a fonte deu início ao teste de durabilidade, verificando o quanto o ecrã do telefone é resistente a riscos. Como esperado, os riscos começaram a ficar visíveis quando chegaram ao nível 6 e ficaram um pouco maiores no nível sete. Isto é algo que já se esperava, considerando que o ecrã do Nokia 6.1 é coberto por vidro Gorilla Glass 3 da Corning.

A moldura do smartphone, o slot do cartão SIM e os botões são todos feitos de metal, algo que também foi testado no vídeo. Já o auscultador não é protegido por metal, mas não é por isso que não é resistente.

A câmara traseira está protegida por vidro e não é fácil arranhá-la. Já os riscos no leitor de impressões digitais não afetam o desempenho. Aliás, o leitor de impressões digitais funcionou perfeitamente, mesmo depois de ter sido arranhado por uma lâmina.

Já a parte traseira é feita de metal, não havendo qualquer plástico entre o ecrã e a armação em metal.

Como habitualmente este YouTuber quis ver como este equipamento se comportava com o fogo. Assim, quando aquecido, os pixéis no ecrã deixaram de funcionar, mas recuperaram após um curto período de tempo.

Ao nível das tentativas de o dobrar, o Nokia 6.1 funcionou muito bem e não se dobrou nem um bocadinho.

Resumindo e concluindo, o Nokia 6.1 à semelhança do anterior é um campeão no que diz respeito aos testes de resistência.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Ark: Survival Evolved é agora grátis para iOS e Android

Notificações prioritárias do Gmail chegam primeiro ao iOS

Seguinte