Multibanco: Porque é que há tantos sítios que não aceitam?

Falo por mim, mas nos dias que correm, é mesmo muito raro andar com dinheiro nos bolsos. Aliás, desde que a aplicação GOV.ID foi renovada e simplificada em Portugal, o mais certo é nem a carteira andar comigo no dia-a-dia.

Acho que já vivemos numa era em que todos os pagamentos são, ou pelo menos deveriam, ser feitos através da Carteira Google, Apple Pay, MB Way, ou no limite, a partir do meu cartão multibanco que anda sempre na carteira MagSafe do meu smartphone.

Porém, a realidade é que em Portugal ainda existem muitos negócios, normalmente os mais pequenos, que não têm terminal Multibanco disponível. Algo curioso, porque em vários países Europeus discutivelmente mais evoluídos, já é muito raro ver dinheiro vivo.

O que é uma boa notícia! Afinal, há coisa mais “suja” que o dinheiro em papel ou em moeda?

Porque é que há tantos sítios que não aceitam Multibanco?

Pois bem, é muito provável que ainda apanhe vários estabelecimentos comerciais sem terminais Multibanco para pagamento em Portugal. Porquê? De forma muito resumida, porque em cada pagamento com terminal existem taxas associadas para esse mesmo estabelecimento. O que apesar de ser prático para o consumidor, e por isso até resultar num aumento do número de vendas, é também um problema potencialmente muito grave.

Isto é especialmente verdade para estabelecimento que tenha de lidar com muitos produtos com margens baixas.

Por exemplo, se for a uma papelaria comprar um lápis, e queira pagar com multibanco, é muito provável que o estabelecimento não ganhe qualquer dinheiro com a sua compra. Aliás, as taxas por vezes são tão exageradas, que até pode acabar por perder dinheiro ao mesmo tempo que fica sem o produto.

Claro que por vezes consegue encontrar estabelecimentos pequenos com terminais multibanco. Porém, é um risco! Estes negócios, mesmo sabendo que podem vir a perder dinheiro em algumas transações, preferem ter uma modalidade de pagamento mais prática em 2024, porque existem cada vez mais pessoas sem dinheiro real no bolso.

Basicamente, têm a esperança de que alguns consumidores acabem por comprar mais que um produto, em vez de comprar apenas um lápis como mencionámos em cima no exemplo.

Porquê?

Em Portugal, como em outros territórios, existem entidades responsáveis pela gestão de transações que acontecem sempre que faz uma compra através de um terminal de pagamento. Entidades que, como deve imaginar, cobram uma taxa por cada transação feita. (É também por isto que por vezes podem existir terminais multibanco no estabelecimento, mas este não aceita pagamentos contactless. Isto porque as taxas podem ser maiores).

Além dessas entidades, os bancos também costumam cobrar o aluguer dos terminais de pagamento (TPA), um custo que acresce às anuidades, juros, manutenção de conta, etc…

  • Nota: Os bancos costumam baixar taxas para negócios com um volume de negócios altos. Sendo exatamente por isso que é nos meios mais pequenos, e nos estabelecimento com menos volume de negócio, que acaba por não encontrar terminais de pagamento.

Entretanto, existem vários comerciantes que aceitam MBWay, mesmo não tendo terminal multibanco. Porém, o MBWay tem um limite mensal, e é sempre uma forma estranha de pagar um produto dentro de um estabelecimento.

Além de tudo isto, a realidade é que também temos de ir por aqui… Sem terminal multibanco acaba por também existir uma facilidade extra à evasão fiscal. Isto é especialmente em estabelecimento sem controlo de stock, como são os restaurantes ouos cafés. (Afinal, se não pedir fatura, não têm de a passar.)

Antes de mais nada, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião na caixa de comentários em baixo.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.