Microsoft está a perseguir um perigoso grupo de criminosos

A Microsoft anunciou que está a perseguir um grupo de criminosos que a empresa afirma ser o grupo número um no mundo na venda de contas Microsoft fraudulentas. Este grupo foi designado pela Microsoft como Storm-1152. A empresa tem feito esforços para encerrar os sites utilizados pelo grupo, juntamente com a apreensão de infraestruturas baseadas nos EUA, que foram utilizadas pelo grupo.

Microsoft está a perseguir um perigoso grupo de criminosos

Numa publicação no seu blog a Microsoft declarou:

O Storm-1152 gere sites ilícitos e páginas de redes sociais. Assim vende contas Microsoft fraudulentas e ferramentas para contornar o software de verificação de identidade em plataformas tecnológicas bem conhecidas. Estes serviços reduzem o tempo e o esforço necessários para que os criminosos adoptem uma série de comportamentos criminosos e abusivos on-line.

Segundo a Microsoft, o Storm-1152 criou 750 milhões de contas fraudulentas. Isto gerou milhões de dólares em receitas para o grupo.

windows 12, Windows nome impressoras, Microsoft criminosos

A Microsoft obteve uma ordem judicial a 7 de dezembro. Esta permitiu encerrar as páginas Web geridas pelo Storm-1152. Elas incluíam um chamado Hotmailbox.me. Segundo a empresa, vendia contas falsas do Microsoft Outlook. A empresa também retirou do ar sites concebidos para contornar o conhecido serviço de verificação CAPTCHA. Também removeu contas de redes sociais utilizadas pelo Storm-1152.

A Microsoft até nomeou as principais pessoas que estão por trás do Storm-1152, todas baseadas no Vietname. Duong Dinh Tu, Linh Van Nguyễn (também conhecido como Nguyễn Van Linh) e Tai Van Nguyen.

De acordo com a Microsoft, “as descobertas mostram que estes indivíduos operavam e escreviam o código para os sites ilícitos, publicavam instruções detalhadas passo a passo sobre como usar os seus produtos através de tutoriais em vídeo e forneciam serviços de chat para ajudar aqueles que usavam os seus serviços fraudulentos”.

A empresa enviou estas informações a elementos da polícia dos EUA para “encaminhamento criminal”.

Esta nova ação da Microsoft surge alguns meses depois de a empresa ter admitido que piratas informáticos chineses tinham obtido acesso a contas de correio eletrónico Outlook do governo nos EUA e na Europa. Desde então, a empresa anunciou um novo esforço de segurança chamado Iniciativa Futuro Seguro, que diz que vai ajudar a melhorar os esforços da Microsoft na luta contra o cibercrime.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.