Ligue-se a nós

Jogos

O preço das micro-transacões baseadas em “loot boxes”

Nuno Miguel Oliveira

Publicado a

Nos últimos anos, muitos jogos AAA, trouxeram um sistema de micro-transações, baseado em “loot boxes”

A ideia é transformar dinheiro real, em dinheiro digital que é usado apenas dentro do jogo.

Isto para comprar as chamadas “loot boxes” ou caixas de loot, que contêm itens escolhidos aleatoriamente pelo jogo.

  • Pode ser um novo “look” para a sua personagem favorita, ou uma nova linha de voz para usar depois de humilhar um adversário, etc.

Estas caixas de loot, são uma maneira das empresas ganharem mais dinheiro, com algo que no fundo é apenas cosmético, pelo menos era assim, até agora.

A Electronic Arts(“EA”), com o seu novo Star Wars Battlefront II, adoptou estes sistema com algumas modificações, em que as mudanças deixaram de ser cosméticas, e a ter impacto no jogo em si.

Enquanto que pagar por estas caixas é opcional, o problema é o efeito que tem no jogo para aqueles que não querem gastar mais.

As empresas são incentivadas a vender estas caixas, por isso podem considerar fazer o jogo de maneira a que fique menos interessante para aqueles que não querem gastar o dinheiro extra.

Mas se este sistema começa a dar vantagens em alguns modos de jogo, como no modo online, a experiência dos jogadores pode ficar comprometida…

O problema para as empresas como a “EA” começa aqui, os consumidores não são parvos, e já perceberam o que está a acontecer.

O novo Star Wars Battlefront II, lançou uma discussão que na minha opinião o mercado precisava urgentemente.

Loot Boxes Caixas de loot Casino Vício EA Electronic Arts


Nota do Redator:

Para quem não sabe, sou treinador de andebol de camadas jovens, e como é normal, os meus atletas gostam de jogar, como qualquer miúdo, um dia, no caminho para um jogo, notei que os miúdos estavam todos com atenção numa aplicação nos seus smartphones.

Era nada mais nada menos que um simulador de caixas de “loot” do CS:GO, parecia mesmo que estavam a jogar numa slot-machine, até a fazerem apostas entre si. Passaram a viagem de 90min toda de volta daquilo, como se fosse um vício… são miúdos de 11-12 anos… Quando tiverem 18, vão para o Casino de Lisboa ?


Tudo isto fez com que houvesse uma investigação pela Comissão de jogos da Bélgica, para considerar se estes sistemas são no fundo um “jogo de azar”.

E a decisão foi que sim, que a mistura de dinheiro com vício é considerada como… apostar. Simplesmente estás a pagar e não sabes o que vai sair.

E ainda que misturar apostas, com gaming, neste tipo de idades é muito perigoso.

A Comissão de jogos da Bélgica irá agora entregar este tema para debate na Comissão Europeia, numa tentativa de tentar discutir e controlar um pouco mais esta prática.

Como gamer acho que esta discussão já vem tarde, é ridículo ao quanto chegámos de ter de comprar um jogo “aos bocados”.

Começou com os DLC, com os Season Pass, e agora até esta prática. Tudo pela lei do dinheiro !

E vocês ? o que acham de tudo isto ?

Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro computador aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

1 Comentário

Partilhe a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Publicidade

Hardware

Entretenimento

Publicidade

Auto

Jogos


Copyright © 2018 Leak.pt Todos os direitos reservados