Intel ‘Tiger Lake’ podem marcar a passagem para a memória RAM DDR5!

A futura micro-arquitetura Intel Core “Tiger Lake” pode muito bem ser um ponto de transição entre a memória RAM DDR4 e a nova DDR5. Afinal de contas, os mais recentes protótipos baseados nesta arquitetura já trazem para cima da mesa o suporte à memória LPDDR5.

O que acaba por ser bastante curioso, visto que os protótipos baseados na arquitetura ultra-compacta “Tiger Lake-Y” apenas traziam consigo suporte à memória LPDDR4X. Contudo, uma nova plataforma foi agora registada na ‘Eurasian Economic Commission’ com o objetivo de ser usado em portáteis/dobráveis finos e leves, com o tal espantoso suporte à memória LPDDR5. (Com o nome de “Tiger Lake-U”)



Os Intel ‘Tiger Lake-U’ podem marcar a passagem para a memória RAM DDR5

RAM

Portanto, caso não saiba, a memória LPDDR5 sucede a ‘velhinha’ LPDDR4X como standard de memória ‘Low-Power’. Oferecendo velocidades de 6,400MT/s enquanto a antiga memória apenas conseguia alcançar os 4,266 MT/s. Em paralelo, além de ser mais rápida, é também 30% mais eficiente.



Este protótipo agora registado na EEC, deverá utilizar memória RAM DDR5 ainda não anunciada. Afinal de contas, as grandes fabricantes de RAM Samsung e SK Hynix apenas estão a planear lançar os seus produtos no fim do ano. (Contudo, a produção em massa já deve ter começado no lado da Samsung)

Em suma, o sucessor aos Intel ‘Ice Lake’ (Core 10000), deverá ser a segunda micro-arquitetura baseada no afamado processo de 10nm, de seu nome ‘Tiger Lake’. Trazendo consigo grandes novidades para o mundo da computação. Nomeadamente, no que à memória diz respeito. Afinal… Há quantos anos andamos a utilizar memória DDR4? Pelos vistos, está mais do que na hora de mudar.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário