AMD Intel

O mercado de processadores nunca esteve tão quente como agora, muito graças aos Ryzen 3000 da AMD, que abanaram por completo o domínio da Intel, que já se estendia por mais de uma década.

Mas o que é realmente interessante, é a Intel vir a público afirmar que perdeu quota de mercado para a AMD, na recente conferência City Global Tech… Contudo, a empresa tem noção do que está a acontecer, e por isso promete mais agressividade para o futuro.

Intel admitiu perda de quota de mercado para a AMD! E agora?



Intel vs AMD

Sempre ouvi dizer que o primeiro passo para a resolução de um problema, é admitir a existência deste. Dito isto, parece que a Intel finalmente ganhou coragem para admitir publicamente que deixou a bola cair, e que algo tem de ser feito num futuro próximo.

Afinal de contas, a AMD fez uma recuperação história, com o lançamento da arquitetura Zen em 2017, que apenas tem conquistado fãs em cada iteração e lançamento de novos produtos. Aliás, podemos desde já dizer, que o monopólio da Intel já não existe, é algo do passado.



AMD vs Intel – Será que vamos ter uma guerra de preços entre as duas velhas rivais?

Em boa verdade, já não vemos uma rivalidade como esta há muitos anos. Provavelmente desde os anos 2000! Em que tanto a AMD como a Intel entravam em gigantes guerras de preço, em que apenas existia um vencedor… Nós, os consumidores.

Contudo, é bem verdade que a Intel não estava à espera de uma recuperação tão forte por parte da AMD. Mas também é um facto que a gigante azul tem recursos para competir a sério com a sua rival! Na minha mais honesta opinião, a Intel só perde esta guerra, se quiser. Mas leia primeiro o que Jason Grebe da Intel disse:

“Normalmente, se existir uma venda de CPUs no planeta, queremos estar envolvidos. Portanto, nós não olhamos para um segmento de mercado e dizemos… Ok, vamos abandonar esta parte do mercado. Em suma, nós queremos competir agressivamente em todos os mercados. 

No entanto, nos últimos 12 meses, tivemos de abandonar alguns segmentos, nomeadamente os de gama baixa, devido a quebras de produção. Mas ao mesmo tempo que continuamos a recuperar os níveis de fornecimento de componentes, vamos também ficar cada vez mais agressivos.”

Resumindo e concluindo, a Intel está finalmente a levar a sua concorrência a sério! Por isso, é bem provável que exista uma guerra de proporções épicas a caminho do mercado. O que vai ser sem qualquer tipo de dúvida, super interessante para o consumidor.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.