Huawei Watch GT2

À semelhança do modelo anterior, o Huawei Watch GT2 destina-se a quem procura um smartwatch e um amigo para o fitness, mas não quer uma coisa qualquer. Ou seja, procura algo que tenha estilo.

Huawei Watch GT2 oficializado: o que há de novo neste smartwatch?

A nova aposta chega com uma enorme quantidade de funcionalidades de acompanhamento da atividade física, incluindo GPS, frequência cardíaca ativa e até pressão do ar.

Logo à partida um dos aspetos mais impressionantes é a duração da bateria. Conseguimos duas semanas completas na versão maior de 46 mm e uma semana na versão menor.

A Huawei consegue isto graças ao recém-desenvolvido Kirin A1. O chip foi criado especificamente para wearables e é exatamente o mesmo que está presente nos auscultadores Huawei Freebuds 3 revelados na IFA 2019.

O Huawei Watch GT 2 integra um ecrã OLED que também ajuda o relógio a consumir menos bateria. O ecrã é claro e brilhante enquanto está ligado, quando está desligado não temos qualquer brilho. É OLED e como tal não há uma luz de fundo constante para iluminar o relógio. A versão de 46 mm aposta num ecrã de 454 × 454 pixéis. Já a versão de 42 mm possui uma resolução de 390 × 390. Ambos têm uma densidade de pixels de 326 PPI.

O chip Huawei Kirin A1 também garante um conectividade Bluetooth muito melhor do que vimos noutros relógios inteligentes.

Ambos os relógios vêm com 4 GB de armazenamento interno, o que significa que pode carregar músicas se não quiser estar a utilizar o smartphone.

Também pode ligar auscultadores Bluetooth. Isto combinado com sensores como o GPS integrado e um pedómetro, significa que pode correr livremente sem o smartphone a distrair. Também pode ouvir música pelos alti-falantes do relógio.

Entretanto, os alti-falantes e o microfone também significam que pode receber chamadas diretamente do relógio, embora necessite do smartphone.

Apesar das muitas melhorias neste relógio, a memória continua a ser pouca. Ou seja, 16 MB na versão de 42 mm. É que há diversos smartwatches com 1 GB de RAM. No entanto, o Lite OS da Huawei não necessita de tanta memória RAM quanto o Google WearOS.