Inicio Android Huawei P30 Pro é uma máquina muito difícil de reparar

Huawei P30 Pro é uma máquina muito difícil de reparar

O Huawei P30 Pro, o mais recente smartphone topo de gama deste fabricante chinês, foi recentemente submetido à desmontagem clássica pela equipa do iFixit. A conclusão foi simples e rápida. O P30 Pro demonstrou ser bastante difícil de reparar.

O Huawei P30 Pro é uma super-máquina. Ainda assim é muito complicado (e caro) de reparar. 

Como acontece com cada vez mais frequência, os topos de gama utilizam na maioria das vezes metal e vidro na sua construção. Ora estes dois componentes misturam-se e estão totalmente interligados entre si. É por esse motivo que abrir os smartphones mais recentes pode representar uma verdadeira dor de cabeça. De facto, ao tentarem abrir o P30 Pro é mais provável que partam o vidro, do que o consigam fazer com sucesso.

Huawei P30 Pro é uma

É que entre a parte de metal e a parte em vidro existe um espaço extremamente pequeno. Isto também, eventualmente, pela certificação IP68. Assim tudo fica mais difícil.

No entanto se tiverem sucesso e conseguirem remover a parte traseira sem partir nada, encontram o componente que permite o carregamento sem fios e o carregamento inverso.

Esta é uma funcionalidade que está a passar a ser utilizada nos smartphones topo-de-gama. O P30 Pro tem e o S10+ também.

Huawei P30 Pro é uma

Depois desse componente, o outro que salta à vida é o inovador módulo fotográfico com o seu sistema de periscópio.

Entretanto, a equipa do iFixit analisou ainda outra particularidade do P3o Pro: a Huawei, como sabe, não utilizou o altifalante clássico, mas uma nova tecnologia que envolve o ecrã.

Huawei P30 Pro é uma

Como o iFixit explica, o altifalante funciona como um altifalante normal. No entanto, ao invés de fazer vibrar uma membrana para produzir ondas sonoras, ele faz o ecrã vibrar. Ou seja, o ecrã é o altifalante.

Entretanto, logo abaixo do ecrã Huawei P30 Pro está um sensor óptico de impressões digitais. É um Goodix GM185. Ou seja, o mesmo que pode ser encontado no OnePlus 6T, Xiaomi Mi 9 e Vivo NEX S.

Huawei P30 Pro é uma

Entretanto possui uma bateria de 4.200 mAh, ou seja, o mesmo que o Mate 20 Pro.

Em suma, o Huawei P30 Pro é sem dúvida um smartphone repleto de soluções inovadoras e interessantes, mas ao mesmo tempo complexo e definitivamente complicado de reparar. A pontuação atribuída pelo iFixit em termos de reparabilidade foi de 4/10.

Para ver todo o processo de desmontagem clique aqui.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também

Já comprou a PS5? Estes são os melhores jogos por enquanto!

As consolas de nova geração chegaram finalmente ao mercado, e claro, o mundo dos jogos parou para as receber. Contudo, parece que não está...

Compradores preferem entregas ecológicas segundo inquérito da Ford

O mercado automóvel está em constante evolução, isto não é novidade para ninguém. Aliás, é notório que as tendências mudaram imenso e o objetivo...

Volkswagen vai lançar carros 100% elétricos mais baratos

Volkswagen vai lançar carros 100% elétricos mais baratos! - A grande evolução da Volkswagen no mundo dos automóveis 100% elétricos deve-se imenso ao investimento...

Quais são as desvantagens do SSD em relação a um disco rígido?

Quais são as desvantagens do SSD em relação a um disco rígido? - Os SSDs são cada vez mais a resposta para qualquer necessidade...

Nem todas as PlayStation 5 são iguais… O que explica o ruído!

Curiosamente, nem todas as PlayStation 5 são feitas da mesma maneira ou contam com as mesmas exatas peças. Afinal de contas, já temos várias...