HTC U12 Plus é muito difícil de reparar. Veja o vídeo!


Por em

A durabilidade do HTC U12 Plus foi testada recentemente pelo canal JerryRigEverything, e agora, o YouTuber decidiu desmontar o topo-de-gama da HTC e descobrir se seus botões podem ser reparados, já que eles foram facilmente cortados durante o teste de durabilidade. Importa salientar que os botões são teclas capacitivas que se parecem com botões físicos normais.

No vídeo abaixo é possível observarmos todo o procedimento de desmontagem do HTC U12 Plus. Isto não só é útil para nos fornecer informações acerca dos botões deste equipamento, como também nos dá uma ideia de como desmontar o smartphone, caso necessite de substituir um componente.

Assim, a primeira coisa que tem de fazer é aplicar algum calor na parte traseira do dispositivo e utilizar uma ferramenta que serve como alavanca para o abrir. No vídeo, no entanto, isto não foi necessário, pois o smartphone já estava danificado pelo teste de durabilidade. Entrentato não se esqueça de desligar a membrana do leitor de impressões digitais. Importa salientar que a parte superior dos componentes internos está presa por oito parafusos. Deste modo, é necessário removê-los antes de prosseguir.

Logo a seguir passamos a ter acesso às câmaras, à bateria e à placa-mãe. Posteriormente e para continuar a desmontagem será necessário remover-se a membrana da bateria e as da porta de carregamento. A partir daí, já consegue remover os sensores de pressão e e a placa-mãe, juntamente com as câmaras traseiras.

Atenção, porque existem outras etapas que necessitam de ser seguidas para que possa desmontar completamente o smartphone. A má notícia é que, no entanto, estes botões não podem ser reparados caso se danifiquem.

Segundo o YouTuber que desmontou este equipamento o HTC U12 Plus é um dos “smartphones menos reparáveis ​​de 2018 até ao momento”.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

AMD Ryzen 7 2700E e Ryzen 5 2600E chegaram à Internet!

Sistema de inteligência artificial aprende a conduzir em 20 minutos

Seguinte