Há mais uma grande novidade a caminho do Apple Watch!

A Apple pode melhorar ainda mais as funcionalidades do Apple Watch com a chegada do iOS 14. De acordo com o site 9to5Mac, algumas partes do código sugerem a possibilidade de verificação dos níveis de oxigénio no sangue através do Apple Watch.

Há mais uma grande novidade a caminho do Apple Watch!

A Apple terá um nova sistema de notificações que será ativado quando o nível de oxigénio no sangue cair abaixo de um determinado limite, um pouco como a notificação de ritmo cardíaco irregular fornecida desde o início. No entanto, ainda não se sabe se esta funcionalidade vai já estar presente no futuro Apple Watch Series 6 ou se os atuais e os anteriores vão também ter acesso a isto num update do watchOS – watchOS 7, que provavelmente chegará no outono.

do Apple Watch

O nível de oxigénio no sangue é um indicador adicional do estado de saúde – níveis muito baixos (hipóxia) podem estar associados a várias patologias, incluindo insuficiência cardíaca. Para além disso, em conjunto com as outras funções deste smartwatch será possível fornecer uma verificação dos sinais vitais a todos os níveis.

A mesma fonte refere ainda que a Apple também está a trabalhar para melhorar a função ECG. É atualmente suportada pelo Apple Watch Series 4 e 5. É que para já, se a frequência cardíaca estiver entre os 100 e 120 batimentos por minuto, o EGC mostra uma leitura inconclusiva. Com a melhoria desta funcionalidade, este limite deve desaparecer. No futuro Apple Watch, também haverá a possibilidade de acompanhar o sono – mas mesmo neste caso, não sabemos se isto só estará disponível nos novos modelos. Resta-nos aguardar pelos próximos desenvolvimentos.

Olhando para tudo isto percebemos facilmente por que motivo este dispositivo é um dos wearables mais completos do mercado. São muitas funcionalidades e sobretudo fiabilidade. É exatamente por estes motivos que a aposta da Apple já teve a capacidade de salvar muitas vidas.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário