Guerra já está a mexer com os serviços Google na Ucrânia

Desde 2010 que a Google publica aquilo a que chama relatórios de transparência. Isto para mostrar como as políticas e acções dos governos e empresas afetam a privacidade, segurança e o acesso a informações online. Uma delas mostra o impacto que a guerra da Ucrânia está a ter na forma como as pessoas utilizam os produtos da Google, incluindo o Maps e até as ferramentas de produtividade.

Guerra já está a mexer com os serviços Google na Ucrânia

Dito isto, na secção Tráfego e falhas da Google é possível vermos que esta empresa disponibiliza quase informações em tempo real. Isto sobre o tráfego e outros produtos e serviços em todo o mundo.

Na prática e como explica a Google dá uma representação dos pedidos de uma região face ao resto do mundo. Entretanto para cada período e produto, o tráfego está dividido por região geográfica.

Ora um funcionário desta empresa destacou a forma como a utilização do Google Maps triplicou nos últimos dias. Dito isto, desde o dia 23 de Fevereiro o tráfego mundial deste serviço é bastante maior do que costuma ser e sobretudo na Ucrânia. Eventualmente as pessoas que residem no país que está a ser atacado podem estar à procura de localizações mais seguras e que estejam mais afastadas da Guerra. Por outro, a nível mundial, várias pessoas estrangeiras têm andado a explorar o país através do Maps.

Entretanto o crescimento no Google Groups é ainda mais drástico face à semana interior.

Outro facto curioso é que na Ucrânia, a utilização das ferramentas de produtividade como o Google Docs e o Sheets caiu três vezes devido à guerra. Isto mostra bem o impacto que está a ter na vida diária.

Por outro lado, ainda não existe uma mudança significativa na utilização da pesquisa, do YouTube ou do Gmail. No entanto, é provável que surjam nos próximos dias.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.