Google quer rivalizar com o poderoso processador Apple A12 Bionic

Google quer rivalizar com o poderoso processador Apple A12 Bionic – Parece que a Google está a trabalhar afincadamente, no desenvolvimento de um novo SoC mobile, para competir com os excelentes processadores da Apple (A11 e A12 Bionic, são os mais recentes)

Após uma autêntica rajada de contratações na India, parece que a Google está agora focada em fabricar os ‘Google Chips’, para equipar os futuros smartphones Pixel

Aparentemente, a Google tem mostrado um grande interesse, no desenvolvimento interno de chips! O que inegavelmente, irá oferecer à empresa, a capacidade de competir diretamente com a Apple, no campo dos smartphones.

Google quer

Afinal de contas, a Apple controla tanto o Hardware como o Software dos seus aparelhos. O que muitos dizem ser a grande razão do sucesso do iPhone.

Por outro lado, a Google tem o Sistema Operativo, mas tem de contar com terceiros, para fabricar os seus próprios smartphones Pixel

Portanto, tendo em conta todo o potencial que a Google tem… Tanto em investimento, como de talento nas equipas de engenharia… Um processador ‘by Google’, seria bastante interessante!

Bengaluru, é agora conhecida como a ‘Silicon Valley’ da India, um autêntico ‘hub’ de desenvolvimento e fabrico de chips de processamento. E pelos vistos, existe uma nova adição à zona, com uma equipa da Google (cerca de 20 pessoas), para desenvolver os ‘gChips’

Curiosamente, a Google tem conseguido ‘roubar’ alguns talentos bastante interessantes! Provenientes de grandes fabricantes como a Qualcomm, NVIDIA e até da Intel, para apetrechar esta equipa

Google quer

Assim, já em 2017, a Google conseguiu ‘roubar’ Manu Gulati à rival Apple. Algo que resultou no desenvolvimento do Pixel Visual Core, núcleo de processamento de imagem, implementado nos últimos smartphones Pixel.

Similarmente, além de desenvolver os seus próprios SoCs mobile, a empresa também está a investir no desenvolvimento de chips para aplicações ‘Cloud’ e para o mercado empresarial. Tudo numa tentativa de avançar os seus projetos no campo da Inteligência Artificial, e Aprendizagem Máquina.


Ademais, o que pensa sobre isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo!