As informações que circulam no mercado referem que o Samsung Galaxy Note 9 pode ser lançado um pouco mais cedo do que esperávamos. Em primeiro lugar, porque as vendas do Galaxy S9 não estão a ser as melhores de sempre e como tal o Galaxy Note 9 pode vir ajudar a melhorar os resultados da Samsung no final do ano. Depois, está sempre por perto a preocupação com o fator iPhone. A Apple vai lançar três iPhones no Outono e como tal a Samsung pode querer colocar o seu phablet nas mãos dos consumidores antes destes equipamentos chegarem às lojas.

A propósito deste equipamento e depois de hoje vos termos mostrado a primeira renderização, eis que chegam duas novas informações à Internet. As especificações e quase uma certeza, mas já lá vamos.

Samsung Galaxy Note 9 no Geekbench

Ao nível das especificações começou a ser partilhado hoje um teste de desempenho ao Note 9, efetuado na conhecida plataforma Geekbench. Este dispositivo conquistou os 2411 e 8712 pontos, nos testes single-core e multi-core, respetivamente.

Entretanto, este equipamento que foi testado e que se trata eventualmente da versão que será lançada em território americano e não só, olhando para o processador, vem com um chipset Qualcomm Snapdragon 845. A isto juntam-se 6GB de memória e o sistema operativo Android Oreo 8.1.

Em breve, deverão chegar à Internet os testes deste equipamento, mas com o processador Exynos.

Galaxy Note 9

Sensor de impressões digitais no ecrã deve ficar na gaveta

Entretanto no início desde artigo falámos em quase uma certeza. A propósito disto eis que o “leakster” Ice universe que revelou a renderização do novo Note 9 no Twitter, aproveitou para anunciar ao mundo também que este dispositivo não terá sensor de impressões digitais integrado no ecrã.

Entretanto e também como é referido no Twitter a única é diferença entre o Note 8 e o Note 9, é que o segundo é 2mm menos alto e nada mais.

Uma estratégia para abanar o mercado com o Samsung Galaxy S10?

A propósito do título e da questão que deixámos no ar, temos uma opinião. A Samsung deve estar a concentrar todos os esforços no desenvolvimento da nova linha S10 que vai, sem dúvida, abanar o mercado e distinguir-se completamente do S8 e do S9.

Para já ainda pouco conhecemos acerca do S10.

As novas informações revelam que estes dispositivos virão com um ecrã Infinito que disponibiliza a proporção de 18,5:9, à semelhança do seu antecessor. Quanto ao tamanho dos ecrãs, deverão ser maiores. Enquanto os Galaxy S9 e Galaxy S9+ vinham com ecrãs de 5,77 polegadas e 6,22 polegadas, respetivamente, o Galaxy S10 deverá integrar um ecrã de 5,8 polegadas, enquanto que no caso do Galaxy S10+ poderá chegar às 6,3 polegadas.

Os Galaxy S10 e S10+ devem incluir a funcionalidade de reconhecimento facial 3D. Esta função será possível graças à parceria da Samsung com a Mantis Vision, uma startup israelita e também à Woodgate, um fabricante local de componentes para câmaras. O recurso de identificação facial 3D no Galaxy S10 poderá ser tão avançado como acontece no iPhone X

Uma das principais alterações que podem ser vistas no Galaxy S10 e S10 Plus é a remoção do leitor físico de impressões digitais, uma vez que deverá estar incorporado no ecrã. A Samsung está a trabalhar com a Qualcomm e a Synaptics para integrarem este sistema no Galaxy S10 e S10 +. Espera-se que seja a empresa Aegis Tech, sediada em Taiwan, a fornecer estes componentes.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.