Windows 10

Como já deve ter percebido se por acaso tem uma máquina com o Sistema Operativo Windows 10 da Microsoft… As últimas atualizações têm sido uma autêntica montanha russa para os utilizadores, com problemas atrás de problemas!

Em boa verdade, nos últimos meses, parece que cada vez que a Microsoft tenta tapar um buraco, acaba por destapar um ou mais bugs noutro sítio. Mas porquê!? Os bugs são normais em todos os produtos, mas o nível de descuido da gigante responsável pelo Windows tem sido demasiado mau.



Todas as atualizações do Windows 10 trazem más surpresas… Mas porquê?

Windows 10

Portanto, vamos falar um pouco de todos os processos que a Microsoft perdeu nos últimos anos. E assim, das grandes razões para a falta de controlo de qualidade naquele que é o Sistema Operativo mais utilizado no mundo.

1. A maneira como o Windows é testado mudou!

Antes da grande vaga de despedimentos da Microsoft (2014/2015), existia uma equipa dedicada apenas e só para o teste deste Sistema Operativo. Uma equipa que tinha ao seu dispor centenas, talvez até milhares de máquinas, todas elas com diferentes configurações de hardware, para tentar simular o mundo real.

Aliás, na verdade não existia apenas uma equipa de teste. Existiam várias sub-equipas que todos os dias se reuniam para discutir o que foi feito, e que iria ser uploaded para uma pool, que poderia dar origem a uma próxima versão do Windows.

O problema é que a grande maioria desta equipa desapareceu na vaga de despedimentos que mencionámos em cima. Com algumas exceções.

Portanto, hoje em dia, a grande maioria dos testes é feita de forma automática. Em máquina virtuais que no fundo são todas iguais. Ou seja, não existe qualquer tipo de diversidade no teste! Os bugs que são apanhados desta maneira, são problemas que irão afetar 100% das máquinas baseadas no Windows 10. Por isso é que vemos tantos bugs aleatórios, que podem acontecer a si, mas a um amigo ou familiar já não.

2. Uma grande aposta no Windows Insider

Windows

Antigamente, todos os ‘devs’ (ou pelo menos uma grande maioria), eram obrigados a utilizar versões de teste do Windows nas suas máquinas pessoais. Assim, cada vez que algum bug aparecia, o empregado imediatamente reportava a toda a equipa.

Hoje em dia isto já não é a norma. A equipa de desenvolvimento do Windows 10 aposta muito mais no feedback que recebe do programa Windows Insider… Mas isto tem um problema muito grave!

É que este tipo de utilizador não vai reportar todo e qualquer bug que aparece à sua frente. Apenas irão reportar o que realmente incomoda no dia a dia. Além disto, a grande maioria dos bugs que acontecem nestes casos, não são ‘crashes’, são apenas algumas funcionalidades que não funcionam da melhor maneira. E quando isto acontece, os relatórios são muito mais complicados de passar para a equipa de desenvolvimento.


Ademais o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Informação retirada do vlog do antigo funcionário da Microsoft, conhecido no YouTube como Barnacles. (Veja o vídeo inteiro aqui)