Entrevista: Estivemos à conversa com a AMD

Foi de uma forma informal que a Leak esteve à conversa com algumas personalidades do gigante dos processadores e placas gráficas. Ao longo de aproximadamente uma hora trocámos ideias com Scott Wasson – Diretor sénior de produtos de software da AMD, Iain Bristow – Gestor relações públicas AMD e Sasa Marinkovic – Director de Marketing de Software da AMD.

Embora o mote da conversa fosse a  discussão das novas tecnologias de Ray Tracing apresentadas pela empresa na GDC, aproveitámos para nos desviar um pouco do tema central, para fazermos algumas perguntas mais gerais acerca dos produtos mais populares da marca, ou seja, os processadores Ryzen e as Placas Gráficas RX Vega.

Antes da entrevista propriamente dita e para vos situar vamos a uma breve introdução ao Radeon Rays e Ray Tracing.

Radeon Rays, uma tecnologia aberta de Ray Tracing

Como devem saber, a ‘Game Developers Conference’ focou-se no “Ray Tracing” em tempo real, com o Microsoft DXR, uma extensão do DirectX 12, a abrir o caminho para a introdução de ‘Ray Tracing’ nos jogos.

O que quer isto dizer ?

Os jogos para PC vão ficar ainda mais realistas, com o ‘Ray Tracing’ em tempo real, técnica bastante usada em efeitos especiais na indústria cinematográfica, mas que exige bastante poder computacional.

A AMD actualizou a sua ferramenta Radeon ProRender, combinando rasterização com técnicas de ‘Ray Tracing’ para atingir um equílibrio entre a velocidade e o realismo utilizando a API Vulkan.

Esta funcionalidade foi pensada para programadores e não para jogos, mas a AMD salienta que irá falar mais detalhadamente acerca das maneiras de como esta técnica irá melhorar os jogos no futuro, com o ‘Ray Tracing’ em tempo real provavelmente a caminho do DirectX 12 e Vulkan, o que será excelente para os jogos do futuro.

A AMD também confirmou um suporte mais alargado para o Radeon Rays, o software de computação acelerada de alta performance de Ray Tracing, que é ‘Open Source’ em conformidade com o standard OpenCL 1.2. Por este motivo, até hardware que não seja da AMD poderá usufruir desta ferramenta.

E agora a nossa conversa:

Entrevista AMD

Leak – Acha que a nova tecnologia de Ray Tracing irá ajudar no combate ao domínio da NVIDIA ?

Scott Wasson – É muito cedo para saber. São 10 anos de investigação que basicamente está aberta para todos. Agora depende dos estúdios de videojogos implementar as nossas soluções para que todos nós possamos usufruir.

Leak – A AMD já confirmou que não irá lançar nenhuma GPU de topo este ano. Isto está de acordo com o plano original, ou estamos a assistir ao ‘plano B’ da AMD ?

Scott Wasson – A AMD está a trabalhar numa nova Vega de 7nm, que deverá chegar mais cedo que aquilo que muita gente pensa. Deverá estrear-se uma nova Vega Instinct que começará a ser produzida ainda este ano e especialmente otimizada para aplicações de aprendizagem máquina.

Em 2019 chegará a nova arquitectura ‘Navi’, e mais tarde uma ‘Navi-Pro’ de que ainda não podemos falar muito.

Leak – O que pensam sobre o impacto dos Ryzen em 2017, e o que esperam dos novos Ryzen 2000 que saem já no proximo mês ?

Scott Wasson –  Ficámos extremamente felizes por conseguir voltar à luta e por todo o nosso trabalho na arquitectura Zen ter finalmente dado frutos. O que mais queremos é inovar na computação de alta performance e foi isso que fizemos com as plataformas ‘Ryzen’ e ‘Threadripper’, tudo para o bem do consumidor, seja ele um jogador ou um investigador.

Agora queremos aproveitar esta rampa de lançamento e melhorar ainda mais com os Ryzen 2 !

Leak – Qual é o maior objectivo da AMD para 2018 ?

Scott Wasson – O maior objectivo da AMD é sempre inovar e trazer os melhores produtos para o mercado. Isto é bom para todos, para os jogadores, para os trabalhadores e claro está, para o futuro da computação, seja no mercado gráfico com as RX Vega ou no mercado de processamento com os Ryzen 1 e Ryzen 2.

Por isso estamos muito entusiasmados com a performance dos processadores Ryzen e placas gráficas Vega em relação à concorrência.

Leak – Que conselho dá às pessoas que não sabem que plataforma escolher e porque devem escolher AMD ?

Scott Wasson – Isto acaba sempre por ser algo que as pessoas devem experimentar! Pesquisem, tentem, experimentem, no fim tomem a vossa decisão.

O nosso trabalho é tornar essa decisão cada vez mais fácil.

O que é que a AMD pensa sobre Portugal ?

Scott Wasson – Já tivemos a oportunidade de visitar Portugal há alguns anos, nomeadamente Lisboa, a vida nocturna é espectacular! (risos) Experimentei os pasteis de Belém, que são um arraso.

Mas o que mais nos impressionou é a imensidão de sítios para visitar, e a simpatia das pessoas, que é extraordinária !

Estou aqui a falar com os meus colegas, e vamos organizar uma visita paga pela empresa para te visitar em Lisboa, assim podes mostrar-nos os melhores sítios da cidade ! (Risos xD)

Conclusão

O staff da AMD com que tivemos o prazer de interagir são de uma simpatia e cordialidade simplesmente fantástica. A boa disposição da conversa e a forma como os temas foram abordados mostra que a empresa está confiante e de boa saúde para o futuro.