(Ensaio) BYD Seal: É curioso, porque tem um potencial tremendo!

BYD Seal – Caso não saiba, a BYD está a ter um sucesso absurdo em Portugal, sendo exatamente por isso que rapidamente deixou de ser estranho ver veículos da gigante Chinesa a circular nas nossas estradas.

O que levanta várias questões… Como é que a BYD foi capaz de conquistar Portugal, como tantos outros mercados Europeus, de forma tão rápida? Bem, pessoalmente acredito que a resposta está no BYD Seal, aquele que é o carro mais fora do normal, e que mais atenções captura no dia-a-dia.

(Ensaio) BYD Seal: É curioso, porque tem um potencial tremendo!

Factos-Chave
  • Potência: de 313 cv
  • Autonomia: 492 km
  • Bateria: 93 kWh
  • Carregamento: 150 kW (AC 11 kW – 8h até 100% // DC 270 kW – 20min de 0% até 80%)
Quem é a BYD?

A BYD (Build Your Dreams) é uma fabricante Chinesa de automóveis com sede em Shenzhen, na província de Guangdong. Vende veículos com o nome da própria marca. Foi fundada em 1995, e começou por ser uma fabricante de baterias, acabando por entrar no sector automóvel em 2003. A empresa diversificou a sua atividade para áreas como a montagem de telemóveis e o fabrico de células solares.

Porém, além da sua força como fabricante de baterias, a BYD também está cada vez mais forte e conhecida como fabricante de veículos elétricos e híbridos Plug-In. Caso não saiba,a BYD também fornece baterias a outras fabricantes automóveis, onde temos de incluir e salientar a Tesla.

Seal? Que carro é este?

O Seal é uma berlina com um design bastante esguio, desportivo, e por isso muito atrativo, que chega a Portugal por volta dos 47 mil euros para a sua versão Design. Uma versão que por sua vez vem completa com um motor de tração traseira de 313cv, que promete uma aceleração até aos 100 km/h em menos de 6 segundos.

Este automóvel, além de esgui, ágil e dinâmico, oferece ainda 180 km/h de velocidade máxima, bem como uma autonomia muito real de 500 quilómetros em circuitos mistos.

Esta parte tem de ser salientada, porque já conduzi um número muito respeitável de veículos elétricos nestes últimos anos… De forma muito resumida, o BYD Seal é um carro elétrico que promete, e cumpre, no campo da autonomia.

É um carro elétrico que permite arriscar, porque se ele diz que faz 40 quilómetros, ele vai mesmo fazer esses mesmos 40 quilómetros, porque todo o sistema já está a ter em conta o seu estilo de condução.

Assim, algo que me irrita profundamente no mundo elétrico, a ansiedade da “bateria”, perde aqui um pouco do seu impacto. Algo que já tinha sentido no ensaio ao Dolphin, o irmão mais pequeno e compacto do Seal.

O design é extremamente chamativo!

Eu já conduzi carros apelativos ao olhar, como é o caso do Audi e-Tron GT, o que até resultou em outros condutores a buzinar ao meu lado, ou a baterem palmas na estrada. Aliás, até tive perfeitos desconhecidos a pedir para dar uma voltinha ao quarteirão.

Mas, ver o mesmo entusiasmo com um BYD Seal, que não é mais que um carro de uma fabricante Chinesa que acabou de chegar ao mercado Português… Foi inegavelmente algo que eu não estava à espera. Sendo também algo que mostra o potencial da BYD a médio-longo prazo.

Isto acontece porque, ao contrário daquilo que é normal, o BYD Seal é uma mistura de velho com novo, ao ser um carro desportivo “à antiga”, com um coeficiente aerodinâmico de 0.219, com 6 cores de carroçaria, e duas cores no acabamento interior. É, e sente-se, como um desportivo a sério, a fazer lembrar outros tempos mais simples.

Curiosamente, apesar do aspeto desportivo e “baixinho”, temos bom espaço de arrumação, com uma bagageira capaz de oferecer 400 litros de capacidade, bem como uma outra mini bagageira na parte da frente capaz de oferecer outros 53 litros.

Mas de simplicidade tem pouco!

Como é normal nos carros da BYD, até nas suas versões base, o nível de equipamento é realmente bom. Ou seja, temos muita tecnologia com dois ecrãs no interior, um para o cockpit digital e outro para o sistema de entretenimento (este roda como tivemos a oportunidade de ver no Dolphin). Ambos com elevados níveis de performance e fluidez.

Este carro tem 4 modos de condução (Eco, Normal, Sport e Snow), e conta com ainda com alerta de colisão, travam automática, cruise control adaptativo, câmara panorâmica 360º, suporte a Android Auto ou Apple CarPlay, entre muitas outras coisas.

Conclusão

Em suma, uma das melhores experiência que tive a conduzir um elétrico.

Vale ainda a pena salientar que sendo uma marca nova no nosso mercado, a BYD oferece uma garantia de 6 anos ou 150 mil quilómetros no geral, e 8 anos ou 200 mil quilómetros para a bateria e motor elétrico.

A BYD vai fazer estragos!

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados

BYD Seal - Caso não saiba, a BYD está a ter um sucesso absurdo em Portugal, sendo exatamente por isso que rapidamente deixou de ser estranho ver veículos da gigante Chinesa a circular nas nossas estradas. O que levanta várias questões... Como é que a...(Ensaio) BYD Seal: É curioso, porque tem um potencial tremendo!