Samsung A90 5G

A Samsung é uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo… Aliás, é a líder isolada de mercado, especialmente agora que a Huawei tem passado por um mau bocado. Contudo, a gigante Coreana nunca foi conhecida pelas suas atualizações super rápidas ao sistema operativo Android! E pelos vistos, segundo um dos engenheiros da empresa, a culpa não é apenas da equipa de desenvolvimento.

Engenheiro da Samsung aponta o dedo à Qualcomm e restantes fabricantes de componentes pela falta de atualizações



Galaxy S10
Galaxy S10+ lado a lado com o Galaxy Watch

Um utilizador da rede social Reddit que afirma ser um engenheiro nos quadros da Samsung, utilizou um comentário na plataforma para apontar o dedo às fabricantes de chipsets! Ao fim ao cabo, para si, estas são as grandes culpadas pela falta de atualizações. Ora leia:

“Eu posso comentar quanto ao porquê de qualquer aparelho apenas ter duas grandes atualizações ao sistema operativo. É super simples… As fabricantes de chipsets já não escrevem os kernels nem as drivers para que nós os possamos implementar nos nossos aparelhos.

É impossível escrever as nossas próprias kernels e drivers para todos os componentes dentro de um aparelho, sem que tenhamos de lidar com a violação de patentes.

Se nós tivéssemos todas as patentes na nossa posse, seria fácil. Até eu poderia escrever o código. Eu tenho um Note 9 como daily driver, e posso dizer que também não gostaria de não receber novas funcionalidades depois de 2 anos.”

Então… A culpa da falta de atualizações é da Qualcomm e ademais fabricantes de chipsets?

Epá… Provavelmente não! Pelo menos, é algo que não faz muito sentido ser assim tão simples, quando temos vários aparelhos ‘velhos’ como o Google Pixel 1 com o seu Snapdragon 821 a receberem o Android 10.

Afinal de contas, o Snapdragon 821 do Pixel 1 também é produzido pela Qualcomm. 


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.