EISA reconhece o Huawei P20 Pro como o melhor smartphone de 2018!


Por em

A Huawei tem uma reputação já longa no que diz respeito ao lançamento de smartphones sofisticados, tanto nos segmentos mais emblemáticos, como nos de gama média. O lançamento do P20 Pro no início deste ano elevou isto a um nível diferente, já que o design e as configurações do smartphone são algo muito acima do que estávamos habituados, especialmente a configuração de câmera traseira tripla nunca vista antes. A poderosa configuração da câmara recebeu muitas críticas positivas e por falar nelas, o P20 Pro recebeu um prémio da Associação Europeia de Imagem e Som (EISA) como o Melhor Smartphone 2018-2019. O grupo europeu é formado por 55 das mais respeitadas revistas de eletrónica de consumo do mundo.

Mas afinal no que consistem as câmaras do Huawei P20 Pro?

Neste campo encontramos um sensor de 20 megapixeis monocromático, outro de 40 megapixéis RGB e ainda um de 8 megapixéis que disponibiliza o Zoom ótico de 3x. Eles têm aberturas diferentes, nomeadamente f/1.6, f/1.8 e f/2.4 respetivamente. Todas os sensores das câmaras têm, como não podia deixar de ser, a assinatura Leica.

O sensor de 40 megapixéis é na realidade o sensor principal e o que captura cor. Já a câmara de 20, sendo monocromática, centra-se especialmente no detalhe, o que ajuda a aumentar a definição da imagem. Para finalizar, a câmara com 8 é responsável pelo Zoom ótico e pela distância focal adicional.

No entanto não é só na utilização inteligente dos sensores que está o segredo para uma boa captura de imagem e importa salientar também algumas tecnologias como é o caso da Pixel Fusion que aumenta a absorção de luz.

Outras caraterísticas do Huawei P20 Pro dão conta de um zoom hibrído de 5X, zoom ótico de 3x, focagem preditiva e gravação de vídeo em super câmara lenta com 960 fps.

Ao abrirmos a aplicação de câmara e ao acedermos às definições rapidamente percebemos que temos quatro opções ao dispor, nomeadamente, 40 megapixeis, 10 megapixeis e duas opções de sete. Destas, o modo de 10 megapixéis é o standard que vem ativo no equipamento. Logo à partida este modo garante um detalhe muito maior e dá-lhe ainda a possibilidade de utilizar o zoom ótico e o zoom hibrído. Ao nível da focagem importa salientar que é muito rápida, tanto com condições de muita luz, como em luz reduzida.

Já se é daquelas pessoas que adora megapixéis e quer utilizar o modo de 40, então faça-o apenas se existir luz suficiente. Importa também ter em atenção que nesse modo não vai conseguir ter acesso à capacidade de zoom.

As imagens capturadas pelo Huawei P20 Pro são realmente muito boas e até mesmo quando se utiliza o zoom. Mesmo com a utilização do Zoom hibrído conseguimos obter muitas detalhes nas imagens que com outro equipamento não seria possível.

Foto capturada com a utilização de zoom híbrido 5X

Outra das situações em que este equipamento é algo do outro mundo é na fotografia com condições de luz reduzida. De facto conseguimos capturar imagens que de outro modo nunca seria possível, como revelam as imagens abaixo.

O modo noturno é sem dúvida algo impressionante e nunca tinhamos conseguido capturar uma imagem com esta qualidade, sem ser necessário recorrer a um tripé. Nenhum outro consegue disponibilizar estes resultados.

Outro dos elementos muito importantes da câmara é o próprio processador que está presente neste equipamento e que tem um motor de processamento baseado em redes neurais, algo que abordámos mais acima. De facto a inteligência artificial e a aprendizagem de máquina têm um papel muito importante neste equipamento ao nível da fotografia.

De uma forma rápida é possível identificar diversas cenas, sendo que todas as alterações são aplicadas de forma automática. Se tivermos a capturar uma imagem com muito céu azul, o Huawei P20 Pro vai detectar esse cenário e ajustar todas as definições de modo a que obtenha a melhor qualidade de imagem.

Bons sensores, um bom processador e boas tecnologias têm de ser obrigatoriamente suportados por uma boa aplicação e é exatamente isso que acontece no Huawei P20 Pro. Temos acesso a uma aplicação muito completa que com um simples deslizar nos permite passar por diversos modos, nomeadamente, abertura, noite, retrato, fotografia, Vídeo, Pro, entre outros.

É sem dúvida fácil de utilizar e adapta-se a todo o tipo de utilizadores. Quem gosta de agarrar no equipamento e “disparar” vai poder fazê-lo, assim como os profissionais vão também poder ajustar todas as definições.

Ao nível das selfies a câmara frontal também oferece bons resultados e o modo de beleza funciona muito bem.

Mesmo à noite e com uma simples iluminação o P20 Pro é capaz de resultados surpreendentes

Mesmo à noite e com uma simples iluminação o P20 Pro é capaz de resultados surpreendentes

No modo de vídeo, importa salientar que o P20 Pro permite capturar vídeo em 4K a 30 fps e também 1080p a 60fps e 30fps. À excepção dos 1080p a 30fps, conseguir estabilidade nos 4K é muito complicado a menos que tenham mão de cirurgião.

Destaca-se ainda a presença de um modo de super câmara lenta a 960fps que captura imagem com uma qualidade 720p.

Mas não foi só pelas câmaras que este equipamento foi premiado. Segundo a EISA, “com o seu deslumbrante acabamento em vidro, impressionante ecrã AMOLED, relação 18: 9, bateria de 4000mAh fiável equipada com funcionalidade Super Charge e – por último mas não menos importante – sistema de câmara tripla na parte traseira, co-produzida pela Leica, o Huawei P20 Pro é o smartphone mais avançado, inovador e tecnicamente superior de todos os tempos.

A Huawei vai receber oficialmente o prémio na cerimónia da EISA, que tem lugar no dia 31 de agosto durante a IFA 2018 em Berlim, na Alemanha.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Especificações do Huawei Mate 20 e preço aparecem no Giztop

Intel ‘Artic Sound’ – Empresa faz ‘tease’ à sua primeira placa gráfica Gaming!

Seguinte