eelo: O novo sistema operativo alternativo ao Android


Por em

Num mundo onde a privacidade parece estar na ordem do dia, não é surpresa que empresas como a Silent Circle e a BlackBerry tenham atentado acenar aos clientes que se preocupam realmente com as suas informações pessoais. No entanto e como sabem estes esforços não foram devidamente recompensados. Agora, um utilizador muito conhecido nas comunidades open-source e Linux, Gaël Duval quer voltar a apostar neste segmento com o seu novo sistema operativo para dispositivos móveis, o eelo.

Para o conseguir juntou-se a outros dois programadores e olhou para alternativas como o Firefox OS, mas que falharam por segundo ele não serem o suficiente simples e intuitivos.  Para além disso referiu também que a ideia não é criar um sistema operativo baseado em Linux, pois isso exige um grande esforço que, como empresas como a Canonical aprenderam, não compensa.

Em vez disso, o eelo nasceu do LineageOS, um sistema operativo de código aberto baseado em Android que surgiu das cinzas do CyanogenMod.

eelo

No entanto, apesar do eelo ser baseado no Android, vai apresentar um launcher redesenhado, novos ícones, um sistema de notificação original e também um novo centro de controlo. O sistema operativo vai deixar de fora a Google Play Store, os Serviços Google Play e também os Serviços do Google, o que é uma má notícia para aqueles que os acham úteis.

Para substituir esta loja oficial, Duval espera incluir uma loja eelo que contenha aplicações oficiais gratuitas, como o APKPure e apps de código aberto como o F-Droid. A substituir o Google Services deverá estar o MicroG, uma implementação de código aberto das bibliotecas e aplicações principais e proprietárias do Google. Já o Magisk Manager deverá lidar com programas que usam a API SafetyNet do Google.

Ao nível da pesquisa, a ideia passa pela utilização do DuckDuckGo e Qwant, embora possa escolher o seu próprio mecanismo de pesquisa. Finalmente, o eelo vai utilizar um sistema que bloqueia o acesso a sites maliciosos conhecidos, para garantir a privacidade dos utilizadores.

Mais informações podem ser encontradas aqui.

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.