Diabetes, proposta de nova classificação dividida em 5 tipos !

A diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue. Isto deve-se à incapacidade de metabolizar total ou parcialmente a glicose proveniente dos alimentos para dentro das células.

Em suma, a incapacidade insulínica provoca uma hiperglicemia!

diabetes, categoria, 5 tipos, classificação

Tradicionalmente, a diabetes pode ser classificada como tipo 1 ou tipo 2!

A primeira sendo uma doença auto-imune, onde não existe qualquer produção de insulina! Enquanto a segunda é mais relacionada com um estilo de vida adocicado.

diabetes, categoria, 5 tipos, classificação

Contudo, um estudo publicado a 1 de março deste ano na ‘Lancet Diabetes & Endocrinology’, promove uma nova classificação para a doença!

Sugerindo cinco tipos diferentes! – alguns dos quais podem ser mais perigosos do que outros.

Deste modo, o novo sistema de classificação poderia ajudar os médicos a identificar as pessoas com maior risco de complicações.


É fundamental recorrer a sistema de classificação para categorizar os doentes e posterior otimização do tratamento.

Em suma, abrir o caminho para tratamentos personalizados e assim mais eficazes!

diabetes, categoria, 5 tipos, classificação

Uma das grandes vantagens deste estudo é a divisão mais aperfeiçoada! Para além da classificação não ter sido verdadeiramente atualizada há 20 anos, muitas pessoas com diferentes características são englobadas na mesma classificação.

Os autores do estudo, analisaram dados de saúde de quase 15.000 pessoas com diabetes tipo 2, concentrando-se em seis variáveis ​​medidas no momento de diagnóstico:

  • Idade;
  • Índice de massa corporal;
  • Presença de anti-corpos contra células beta;
  • Nível de controlo metabólico das células beta;
  • Função das células beta;
  • Níveis de resistência à insulina.

diabetes, categoria, 5 tipos, classificação


Deste modo, a classificação proposta engloba os seguintes 5 subtipos:

Tipo 1 – Diabetes auto-imune grave:( a anterior tipo 1) Afecta 6% da população em estudo. Caracteriza-se pelo aparecimento em crianças e jovens, em indivíduos com baixo IMC e pela presença obrigatória de Anticorpos glutamato e descarboxilase.

Tipo 2 – Diabetes insulino-deficiente grave: Afecta 18% da população em estudo. Caracteriza-se baixa função das célula beta – produtoras de insulina. 

Tipo 3 – Diabetes insulino-resistente grave: Afecta 15% da população em estudo. Caracteriza-se por alta resistência insulínica assim como maior risco de doença renal diabética.

Tipo 4 – Diabetes leve relacionado à obesidade: Afecta 22% da população em estudo. Caracteriza-se pelo surgimento em indivíduos obesos porém, sem resistência à insulina.

Tipo 5 – Diabetes leve relacionado à idade: Afecta 39% da população em estudo. Caracteriza-se por afetar indivíduos mais velhos, e sem resistência à insulina.


Assim, a diabetes do tipo 2 como a conhecemos é dividida nos tipos 2, 3, 4 e 5!

Em suma, a maior percentagem das pessoas com que sofrem desta doença são obesos e de idade avançada. Tendo por isso, uma necessidade de melhorar a orientação da terapêutica e a escolha dos anti-diabéticos orais. Contudo, uma das falhas encontradas é a não integração da diabetes gestacional!

diabetes, categoria, 5 tipos, classificação

 

Embora promissora,  a nova classificação em cinco subtipos ainda parece distante da prática médica portuguesa.

Fonte 1, 2,

Joana Morais
Desde que me conheço a área da saúde sempre me fascinou, com grande foco na nutrição, desejando melhorar a minha qualidade de vida e a de quem me rodeia. Por isso, decidi enveredar pelo mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.