COVID-19: Porque razão Itália e Espanha são os países mais afetados?

O surto de COVID-19 tem afetado vários países europeus, asiáticos e até americanos, onde já se registaram vários milhares de mortos e outros tantos infetados. No entanto, temos visto que existem países a sofrer mais do que outros, como é por exemplo o caso de Espanha e Itália, que já ultrapassaram o número de mortes e infetados na China (pelo menos, já ultrapassaram o número reportado pelas autoridades Chinesas).

Dito isto, existem uma série de razões que explicam o porquê destes serem dois dos países mais afetados pelo COVID-19. E entre irresponsabilidade e desvalorização da doença, que venha o diabo e escolha uma delas.

COVID-19: Porque razão Itália e Espanha são os países mais afetados?

Itália e Espanha

Portanto, como já deve ter percebido, o COVID-19 não é simplesmente mais uma gripezinha que anda a circular de país em país e que afeta 1 pessoa em cada 10. Isto é muito mais perigoso do que isso, e como já podemos ver, é também muito mais letal do que o normal.

Dito isto, sabemos que uma das principais causas para que Espanha e Itália sejam dois dos países mais afetados pela pandemia. Deve-se sobretudo ao facto de serem ambos muito visitados por turistas de várias regiões do mundo. E todos nós sabemos muito bem que quando mais se viaja, mais o vírus se espalha.

Para além disso, ambos os países têm ainda uma alta percentagem de população idosa (faixa etária que mais morre vítima do COVID-19). Algo que tem feito com que o número de mortes seja mais alto em relação a outras zonas Europeias. A juntar a isto, temos ainda o estilo de vida de cada nação, que segundo algumas pesquisas, são das que mais ligam aos laços familiares, e os que menos cumpriram a quarentena numa fase crucial para o contágio.

Por fim, mas não menos importante, outra das principais causas foi também a desvalorização completa do surto de COVID-19, numa fase inicial. Afinal de contas, no inicio todos olhávamos para isto como sendo uma gripe que se curava facilmente com os medicamentos que hoje em dia temos disponíveis. Algo que não veio a acontecer.

Itália e Espanha



Em suma, continue a proteger-se ao máximo do COVID-19 e não saia à rua de forma desnecessária. Afinal de contas, aqui em Portugal ainda não atingimos o pico da doença (que deverá estar para breve). E como tal, todo o cuidado é pouco.

Fonte da imagem 

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Alexandre Pereira
A tecnologia é um mundo que gosto de estar sempre a descobrir. Interesso-me por todos os temas, embora os jogos sejam a minha praia. Prometo trazer-vos todos os dias as melhores novidades que encontrar.

Leia também