Coronavírus leva a cenário negro no mercado dos PCs

O Coronavírus continua a fazer estragos na economia e na tecnologia. Já há muitas fábricas na China paralisadas e também noutros países. É por esse motivo que os primeiros números falam de quedas nos envios para distribuição. Será assim com os smartphones no primeiro trimestre de 2020 e eventualmente nos outros também e o mercado dos PCs também não escapa. De facto, o Coronavírus leva a um cenário complicado e que será difícil de ultrapassar.

Coronavírus leva a cenário negro no mercado dos PCs

A Foxconn, por exemplo, que disponibiliza componentes para vários dispositivos está apenas com um nível de produção entre os 20 e os 40%. É por isso que as projeções iniciais estão a antever um verdadeiro desastre. Na indústria dos smartphones vamos ver a produção global a cair em cerca de 12%. Isto no primeiro trimestre de 2020. Estes números são revelados pela empresa de estudos de mercado Trendforce. Entretanto e se quisermos olhar para um cenário mais otimista talvez só exista uma perda de 1.3% comparativamente ao ano anterior.

Motherboard, Coronavírus leva

Os números do Canalys dão também uma ideia do que se vai passar. Assim as vendas dos PCs, no melhor cenário, deverão cair 10% no primeiro trimestre. Já a nível anual a redução deverá situar-se nos 3.4% comparativamente a 2019. Se o otimismo não for connosco então a Canalys antecipa uma grande queda de 21% no primeiro trimestre. A nível anual as vendas deverão cair 8.5% em relação ao ano anterior.

Na China, a epidemia de coronavírus está a começar a ser controlada. Mas os casos de pessoas infectadas estão a aumentar no exterior, especialmente na Europa. A epidemia está agora presente em 40 países. Segundo a OMS, mais de 81.000 pessoas têm uma infecção por coronavírus em todo o mundo – a epidemia matou 2.761 pessoas, a maioria delas na China.

Entretanto e para além das consequências na produção industrial, o coronavírus também tem impacto na cadeia logística entre a China e outros países do mundo. É que o tráfego aéreo de e para a China entrou em colapso. As transportadoras anunciaram temporariamente que não aceitarão mais remessas para a China e como tal as encomendas permanecem bloqueadas até novo aviso.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário