China esgotou máquinas (usadas) para produção de semicondutores

Felizmente ou infelizmente, parece que as tensões entre a China e Estados Unidos vieram para ficar, isto mesmo com uma nova administração no lado Americano. Por isso, as empresas tecnológicas Chinesas estão agora a optar por tecnologias mais antigas, de forma a fugir das muitas imposições e sanções Norte Americanas.

Afinal de contas, como deve saber, várias fabricantes ficaram mesmo com a corda ao pescoço com as sanções Americanas, onde claro está, temos de salientar a Huawei.

Contudo, ao que tudo indica, a China parece não precisar de estar na vanguarda tecnológica, pelo menos em todas as aplicações. Por isso, está agora a virar-se para hardware de produção de semicondutores, que na opinião de muitos especialistas, está completamente obsoleto.



China está a comprar máquinas usadas para produção de semicondutores

produção de semicondutores

Portanto, além das tensões entre a China e os Estados Unidos, o mundo está também a lidar com uma escassez nunca antes vista de semicondutores (de quem é a culpa? do COVID! mas já falaremos sobre isso). O que claro está, também resultou num aumento na procura por material de produção de semicondutores, que em alguns casos, está a apanhar pó em armazéns há vários anos.

Equipamento esse que na opinião de vários especialistas, está completamente obsoleto, e que não tem qualquer valor de mercado… Ainda assim, está a ser vendido a preços incríveis, com algumas máquinas a chegar ao milhão de dólares.

Para ter noção do que está a acontecer, a China está a comprar 90% de todo o stock de produção litográfica. Maquinaria essa, que na maioria das vezes, apenas é capaz de oferecer wafers de 200mm, em vez dos mais modernos processos que oferecem wafers de 300mm. A procura é tão alta, que algumas empresas (como a Canon), voltaram a lançar equipamento pensado para processos de 200mm, 9 anos depois de os ter removido do mercado.

Entretanto, apesar de ser uma jogada estranha, o caminho para resolver os problemas de stock e produção pode estar mesmo escondido nesta estratégia. Afinal de contas, nem todos os produtos precisam de ser baseados na melhor e mais avançada tecnologia do mercado.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também